Reportar erro
Desabafo

Felipe Andreoli posta foto do filho e defende jornalistas de ataques: "Profissão essencial"

Apresentador fez críticas a políticos que usam momento de pandemia para disseminar intolerância

Felipe Andreoli defendeu jornalistas em post no Instagram
Felipe Andreoli foi sensibilizado por foto que recebeu de seu filho Rocco, de 3 anos - Foto: Montagem NT
Redação NT

Publicado em 18/04/2020 às 15:37:00

Felipe Andreoli saiu em defesa dos colegas de jornalismo em um texto publicado neste sábado (18) no Instagram. Motivado por uma foto que recebeu da mulher, Rafa Brites, onde o filho de 3 anos o assistia pela TV, o apresentador do Globo Esporte em São Paulo fez um desabafo sobre os ataques que os profissionais vêm sofrendo em meio à pandemia do coronavírus.

"A Rafa (Brites) me mandou esse registro de hoje, enquanto eu fazia o jornal, o Rocco vindo abraçar o papai. A imagem me deu um aperto no coração. Não de saudades. Nem por mim. Mas, na verdade, por todos os meus amigos e colegas jornalistas", iniciou o apresentador.

"Estes profissionais, que por lei, estão trabalhando, pois o jornalismo é considerado profissão essencial nessa Pandemia, neste problema que assola o MUNDO. Todos estão lá para trazer fatos, notícias, informação pra população neste momento tão difícil para o PLANETA", prosseguiu. 

Na sequência, ele criticou políticos que têm aproveitado o momento para levantar suas bandeiras. "Não é comunismo. Não é bandeira nem para um lado, nem para o outro. Não é política. É saúde! É questão de vida ou morte. E lá estamos nós, no campo de batalha, nos submetendo aos riscos do momento, o risco de se contaminar e passar pra família."

"E agora o SURREAL RISCO de ser agredido na rua por pessoas odiosas e intolerantes. Pessoas que estão sendo incentivadas por políticos e falsos profetas a atacar quem está ali apenas pra trabalhar, informar. Família e Deus em primeiro lugar?", disparou.

Felipe Andreoli deu conta de que ataques a repórteres aumentaram recentemente

Ainda no texto publicado no Instagram, Felipe Andreoli defendeu que os jornalistas não trabalham para defender interesses, mas para informar. Recentemente, aumentaram as agressões verbais a repórteres nas ruas, especialmente a profissionais da TV Globo. Em grande parte dos casos, os ataques surgem em defesa do presidente Jair Bolsonaro.

"Se o ódio te cegar, se você não sabe o que é empatia, se você se vê compelido a agredir uma equipe de pessoas que está TRABALHANDO. Lembre da imagem dessa foto. Lembre-se que todos tem uma família, um filho abraçando uma TV. Esperando que seu pai ou mãe volte do trabalho em segurança. Sem medo de sair às ruas pra fazer o seu ofício", defendeu Andreoli.

"Se tem tanta gente que ama e defende as suas famílias, se tem tanto CIDADÃO DE BEM por aí, mostre isso nas suas atitudes e respeite, apenas respeite que está la pra fazer o seu e voltar pra sua família. Desculpem o desabafo é que ver as cenas de colegas sendo agredidos por todo país embrulha o estômago. Dá uma tristeza."

"Vi homens, marmanjos, gritando e intimidando uma repórter que tava la pra dar notícias. Covardes. Será que se consideram do bem? Que tal a gente cobrar (com educação também) quem a gente paga pra estar no poder e no real comando das ações? Vamos juntos. Todos", finalizou o apresentador.  

Confira a publicação de Felipe Andreoli, com o texto na íntegra:

Mais Notícias