Reportar erro
Começa segunda

De olho na Globo, Band lança jornais, novos formatos e cenários

Emissora lança nova programação jornalística na próxima segunda-feira (16)

De olho na Globo, Band lança jornais, novos formatos e cenários
Joel Datena e Laura Ferreira vão apresentar o Bora Brasil - Fotos: Kelly Fuzaro/Band

Leandro Lel Lima

Publicado em 13/03/2020 às 05:37:00

A Band estreia na próxima segunda-feira (16) uma grade que abre ainda mais espaço para o jornalismo, com o Primeiro Jornal às 3h45, seguido pelo Bora SP a partir das 6h (que conta com edições locais no interior de SP, Paraná e outras praças) e logo depois, às 8h, o Bora Brasil. As mudanças vão de encontro ao que é apresentado pela Globo, com Hora Um, Bom Dia SP e Bom Dia Brasil. Outro destaque da emissora paulista é o boletim #Informei, já no ar há alguns meses e que, assim como o G1 em Um Minuto, destaca as principais notícias do dia entre ou dentro dos programas de entretenimento da manhã e da tarde.

Em breve, tradicionais jornalísticos do canal também irão ganhar reforços visuais e de conteúdo. Nos próximos dias será a vez de bater o martelo sobre o novo formato do Canal Livre, que comemora 40 anos; mais adiante, novos cenários para o Jornal da Band e Jornal da Noite; e ainda um passo mais ousado: um novo portal de notícias com mais destaque para o noticiário local, similar ao que a Globo faz no G1 com os jornais locais, este sob os cuidados de André Luiz Costa, responsável por outra empresa do Grupo Bandeirantes, a Vibra.

Para colocar tudo no papel e de fato no ar, Rodolfo Schneider, diretor executivo de jornalismo, conta com o apoio de pesquisas encomendadas pelo diretor de programação, Antonio Zimmerle, com mais de 30 anos de Globo, que acredita que o futuro da TV está na regionalização dos conteúdos e a integração entre os canais de mídia que compõem a Band, algo bem sucedido com as rádios. Vale lembrar que nesta semana a Record passou a integrar as redações do R7 e demais emissoras do Grupo Record também para se aproximar de todas as mídias.

Em almoço realizado com jornalistas na sede da emissora na última quarta (11), que contou com as presenças de Caio Carvalho, diretor de Comunicação, e do presidente do Grupo Bandeirante, Johnny Saad, foram apresentados números que dão base para tais investimentos: 75% da audiência da Band é composta por membros das classes ABC, 53% de 25 a 59 anos, são mais de 62 milhões de domicílios alcançados tornando o canal no segundo em merchandising no gênero jornalístico, e agora com programação ao vivo das 3h45 às 20h30, sendo 19 horas de ao vivo com 11 horas ou 40% da grade dedicada só ao jornalismo.

Band aposta alto no jornalismo

Ao NaTelinha, Rodolfo Schneider (foto/abaixo) analisou o desempenho do jornalismo da Band nos últimos meses e adiantou novidades, mas assim como Joel Datena, ele não é muito a favor da ideia de Datena sair do canal para ser político. O executivo vê com bons olhos a chegada da CNN, garante que vai assistir a estreia do canal e que também buscou na Record, RedeTV! e SBT profissionais para recompor postos de trabalhos, já que a Band perdeu muitos colaboradores para a nova emissora, mas seguirá lançando novos talentos. Sobre Ana Paula Padrão, ele diz que ela tem espaço garantido no jornalismo em produtos especiais, mas nada que seja o hardnews, noticiário mais pesado.

Lançado no ano passado, o Band Notícias foi uma das apostas mais ousadas do canal para a faixa das 22h, tendo como concorrentes Globo, SBT e Record com entretenimento, o que se mostrou um acerto na visão do profissional. “Está bem demais, pegamos com 0,2, 0,3 e chegamos a dar picos de 2,8 em 45 minutos”, aponta.

Quando questionado sobre o desempenho e a representatividade, elogiados por público e crítica, da âncora Cynthia Martins, o executivo reforça o potencial da jornalista: “Ela é uma das boas e gratas surpresas de 2019, está no rodizio de apresentadores do Jornal da Band nos finais de semana, é uma baita profissional, competente, muito integrada à redação. Fernando Mitre e o Jhonny, diretor nacional de jornalismo e presidente do Grupo Band, respectivamente, adoram ela, ela tem evoluído muito. Ela traz inspiração e representatividade”.

Em meados de 2019, com a saída de Fábio Pannunzio, o Jornal da Noite passou a contar com outro apresentador, Sergio Gabriel. Por conta do horário, por volta de meia-noite, o noticiário tende a ser mais analítico com a participação diária de repórteres de Brasília com foco em política e participações de especialistas no estúdio quando necessário.

Já o Jornal da Band trouxe de volta Poloma Tocci agora com um quadro de esporte e Joanna Treptow, que tem se aprofundado mais na previsão do tempo - uma das marcas do Jornal da Band por conta de Mariana Ferrão e Laura Ferreira, que terá um novo cenário nos próximos meses. O noticiário comandado por Eduardo Oinegue e Lana Canepa seguirá com mais séries especiais, algumas já em fase de produção.

Clássico programa de entrevistas das noites de domingo, o Canal Livre poderá ganhar nas próximas edições um novo cenário e formato, cujas ideias serão analisadas no decorrer desta semana. Já o Band Documento ganha o reforço de mais repórteres e editores e segue garantido na grade até meados de junho com reportagens especiais valorizando também os cinegrafistas com um olhar mais apurado dos fatos.

Mais Notícias