Censura?

Justiça manda Fábio Pannunzio apagar post com críticas a Luciano Hang

Jornalista contou o fato em suas redes sociais

Justiça manda Fábio Pannunzio apagar post com críticas a Luciano Hang
Fabio Pannunzio tem 48 horas para apagar post sobre Luciano Hang. Foto: Montagem

Publicado em 14/11/2019 às 10:55:11

Por: Redação NT

Fábio Pannunzio foi obrigado pela Justiça a apagar uma postagem de suas redes sociais em 48 horas sob o risco de multa. O post alvo do processo é uma crítica ao dono da Havan, Luciano Hang, que conseguiu uma liminar com a determinação judicial.

Quem contou o fato foi o próprio jornalista em seu perfil no Twitter na manhã desta quinta-feira (14), em que ele aproveitou para explicar toda a situação jurídica em que o caso acontece. "Luciano Hang censurou judicialmente o post que você vê logo abaixo. O Véio da Havan está me processando por danos morais (SIC) e conseguiu uma liminar que me obriga a retirar do ar o tuíte abaixo. É óbvia a atitude censória do do maior inimigo da liberdade de expressão no Brasil", escreveu o jornalista.

O tuíte alvo foi feito em 08 de setembro e diz o seguinte. "Um capitalista às minha custas. Que paga impostos e não faz como você, que é um sonegador contumaz com trânsito em julgado. Pague seus impostos, véio da Havan . E pare de roubar roubar o dinheiro dos tributos que deveriam virar escolas, hospitais e creches", em meio a um bate-boca entre os dois.

Por conta desta postagem, Fábio informou que Hang conseguiu uma liminar determinando a retirada do post. O jornalista detalhou ainda a forma como ficou sabendo da decisão jurídica: "Tenho 48 horas para tirar o texto a partir de hoje, data em que recebi a citação por correio na casa da minha ex-mulher, onde não vivo há 8 anos. A liminar será contestada por meus advogados junto ao TJSP. Se for mantida, será cumprida. Eu não brinco com decisão judicial".

Fábio Pannunzio vai recorrer

Ex-Band, o profissional garantiu que discorda da liminar e que pretende recorrer da decisão. "Qualquer dicionário registra que roubar é também 'destituir (algo abstrato) de; privar, subtrair' ou 'provocar dano, desgaste ou destruição a; consumir, gastar, tirar' (Grande Dicionário Houaiss). É evidente que este é o sentido do meu texto", justificou.

Fábio continuou. "Vou vencê-lo na Justiça. Condenar um jornalista por dizer uma verdade factual irrefutável, ainda que de maneira crítica, é como rasgar o Inciso XIV do Art. 5o. da CF: "é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte necessário ao exercício profissional".

Fábio Pannunzio detona 'Véio da Havan'

Ainda no Twitter, Pannunzio não poupou palavras ao apoiador de Jair Bolsonaro. "O Véio da Havan é hoje o capitão da trincheira empresarial bolsonarista que quer destruir a instituição da Imprensa. Pediu a cabeça da Rachel Sheherazade e cortou anúncios da Globo para constranger jornalistas, veículos de comunicação, entre outras aberrações".

Por fim, ele afirmou que sua atitude deve ser comum a todo jornalista. "Combater esse tipo de atitude é uma OBRIGAÇÃO do jornalista instituída pelo Código de Ética da minha categoria. Ele determina q/ "é dever do jornalista opor-se ao arbítrio, ao autoritarismo e à opressão" e"lutar pela liberdade de pensamento e de expressão". É o que estou fazendo", encerrou.

Veja o desabafo de Fábio Pannunzio:


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!