Vamos Falar do Brasil

Joseval Peixoto estreia projeto na web que desperta interesse das TVs

Vamos Falar do Brasil tem direção de Helio Sileman

Joseval Peixoto estreia projeto na web que desperta interesse das TVs
Divulgação

Publicado em 05/11/2019 às 06:31:20

Por: Sandro Nascimento

Após 52 anos na Jovem Pan e com passagens pelo SBT e TV Gazeta, o advogado e jornalista Joseval Peixoto, 80, estreou em outubro o programa Vamos Falar do Brasil, na internet. O projeto, que tem o intuito de destacar o lado empreendedor que deu certo no país, já despertou o interesse de duas emissoras de televisão com apenas uma semana no ar.

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Joseval Peixoto classifica sua aposta na web como o grande projeto da sua vida e analisa que, atualmente, os canais de TV apenas dão destaque ao lado negativo do Brasil.

"Nós do Brasil, somos todos, sem exceção, netos e bisnetos de todos os povos do mundo. O que está acontecendo aqui? Está sendo construída a maior civilização da história porque é a síntese de todas as culturas do mundo. Isso é o Brasil. Por isso que o nome do programa, Vamos Falar do Brasil. Ele é o grande projeto da minha vida", conta o radialista.

Produzido pela produtora Studio S.A, e com direção geral de Hélio Sileman, o canal Vamos Falar do Brasil, disponibilizado inicialmente na plataforma do YouTube, já recebeu o governador de São Paulo, João Dória, e o colunista do UOL, Flávio Ricco. No terceiro programa que vai ar na próxima quarta-feira (06), será a vez do empresário do setor de captação de energia solar,  Nelson Colaferro.

Os desafios de Joseval Peixoto na internet

Sobre os desafios de apresentar um programa produzido para o ambiente digital, Joseval destaca: "Estou ainda assustado (com a linguagem da internet) Porque estou habituado em rádio e televisão que a resposta é na hora. Agora a gente espera que se chegue a um determinado momento. Mas tenho o exemplo do William Waack que saiu da Globo, botou a cara na internet e tem milhões de seguidores. A minha esperança é essa".

À reportagem, o diretor de Vamos Falar do Brasil, Helio Sileman, revela que duas emissoras de televisão já demonstraram interesse em exibir o programa. "Eles sabem que Joseval Peixoto agregar muito. A criatividade brasileira é muito grande. Então, dá pra gente fugir da desgraça, fugir da violência e olhar o Brasil de outra forma. E este forma é o programa que  estamos apresentando", pontua.

Sobre o atual momento do telejornalismo, Joseval analisa que a televisão está com conteúdo muito pobre e sofre com a ausência de espaço dedicado as análises.

"Tanto que quando eu fui para o SBT, eu estive lá com a Rachel Sheherazade pra fazer comentário. Cortou o comentário e me matou. Eu fiquei lendo o teleprompter, e tem um monte de gente que lê melhor que eu, compreendeu? Porque realmente o conteúdo está muito pobre na televisão. Alias, o rádio dá show nisso. O rádio tem mais conteúdo, na minha visão. Televisão o que é? Tempo, Ibope e imagem. O país tem coisas boas, tem milhões. Só que ninguém fala", justifica o ex-Jovem Pan.

E conclui: "Vivemos um momento do Brasil de divulgação e publicidade da desgraça, da infâmia, da corrupção, da bala perdida, da violência... Só isso. É isso em todos os horário das televisões, além da pobreza política brasileira. A gente reconhece que o brasileiro não é isso. O brasileiro é aquele que almoça às 9 da manhã na fazenda, que chegou às 6h. Ele trabalha, é um cara dedicado. Nossos industriais amam suas indústrias e seus produtos, nossos agricultores estão apaixonados pela seu agronegócio que é exportado. É um espetáculo o Brasil de hoje”.

Confira o segundo programa do Vamos Falar do Brasil: 

 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!