Exclusivo

Maíra Charken estreia no rádio e revela decepção com sua saída do Vídeo Show: "Fiquei put*"

Dois anos após deixar a Globo, ela passa comandar o vespertino Hora do Blush na rádio Paradiso FM

Maíra Charken estreia no rádio e revela decepção com sua saída do Vídeo Show:
Divulgação/Globo

Publicado em 04/11/2019 às 06:07:40 ,
atualizado em 04/11/2019 às 08:27:55

Por: Sandro Nascimento

Dois anos após deixar a Globo, Maíra Charken estreia na tarde desta segunda-feira (04) à frente do Hora do Blush, na rádio Paradiso FM. A apresentadora que substituiu Monica Iozzi na bancada do Vídeo Show em 2016, ao lado de Otaviano Costa, contou que ficou decepcionada com a forma que foi afastada do programa e diz que esqueceu metade da experiência que acumulou enquanto esteve comandando a extinta atração.

"Uau, tantas (experiências no Video Show)! Foram tantas que metade eu já esqueci (risos). Esqueci muito também por conta da tal amnésia materna. Tem vezes que tento lembrar, mas parece que foi em outra vida. E pode ser que tenha sido mesmo (risos)", contou Maíra Charken, que teve seu primeiro filho, Gael, em outubro de 2017, ao NaTelinha.

Questionada se ficou magoada da maneira como foi conduzida sua saída da apresentação do Vídeo Show - ela ficou por dois meses e se tornou repórter até o fim do contrato com a Globo -, destacou: "Magoada não é a palavra. Posso falar puta? Foi esse o sentimento. Mas passou. Sem mágoa, sem traumas, sem ressentimentos. Página virada, tenho carinho por muitas pessoas que estiveram comigo ali. Eu não me magoo, senão não teria seguido em frente".

E completou: "Fico indignada, puta e perco meu tempo apenas com aquilo que eu posso modificar de alguma forma. Sou muito prática. Agora eu quero todo mundo sintonizando 95,7 FM no Rio de Janeiro e ouvindo também ao vivo no mundo todo. Transmitimos pelo portal da rádio".

Maíra Charken no Hora do Blush

Na Paradiso FM, Maíra Charken apresentará o programa Hora do Blush, de segunda a sexta, das 17h às 19h, ao lado de Carol Barreto e com produção da jornalista Ana Rodrigues. Com a chegada da apresentadora, o Blush passa a ter uma formação totalmente feminina e debaterá assuntos gerais, de cultura à política, sendo alternado por música.

"Estou adorando a ideia se ser um programa feito por mulheres. Vamos falar de arte, de comportamento, política, as notícias mais importantes do dia e trazer pro estúdio convidados bem interessantes. Além da participação do público pelas redes sociais em tempo real. Tô bem empolgada", comemorou.

De acordo com Charken, após a maternidade, parece que tudo tem sido novo em sua vida. "E estou abraçando esse novo. O Hora do Blush veio para florir e tornar esse meu novo em algo muito bacana", analisou, sobre esse momento profissional.

E continuou: "Meu compadre e amigo maravilhoso, João Felípe Toledo, que trabalha na comunicação da SulAmérica Seguros Paradiso, sempre soube que eu tinha vontade de fazer alguma coisa bacana em rádio. Na sequência, os coordenadores artísticos da rádio me chamaram para conversar e fizeram o convite para o "Hora do Blush". Eu topei na hora".

Sobre os desafios do novo projeto profissional, a ex-Vídeo Show contou que será não fazer "caras e bocas" quando for comentar algo no programa, e justifica: "Lembrar que o meu olhar não vai rolar ali. Não falar tão rápido... Enfim, será um exercício diário e gostoso de desconstrução de toda a minha linguagem física. Quero passar tudo pela voz"

Por fim, ela revelou quem são os comunicadores que a inspiram no rádio: "Eu já acompanhava a (jornalista que já apresentou o Hora do Blush)e sempre fui muito fã. Admiro a, mulher que abriu os caminhos para outras mulheres no rádio carioca. Foi da Rádio Fluminense e até hoje faz história. Lá na SulAmérica Seguros Paradiso tem o, que é um veterano das rádios. E tem a Vivy Tenório, o Orelhinha, que são da FM O Dia... Lembro muito também da Adriane Galisteu e o Luciano Huck na época áurea da Jovem Pan".


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!