Reportar erro
Provocação

Marcelo Adnet zomba de Lei Rouanet e alfineta Edir Macedo

Humorista ainda falou de possível impeachment de Jair Bolsonaro

Marcelo Adnet
Marcelo Adnet no programa de Fábio Porchat - Foto: Reprodução/GNT
Naian Lucas, com Redação NT

Publicado em 30/10/2019 às 14:05:00

Cheio de bom humor, Marcelo Adnet revelou que gostaria de ter participado da Proclamação da República para se manifestar politicamente e que deseja assistir ao impeachment do atual presidente Jair Bolsonaro. Ele também alfinetou Edir Macedo, dono da Record, além de ironizar as críticas ao uso da Lei Rouanet.

Na terça-feira (29), durante o programa Que História é Essa, Porchat?, do GNT, o humorista foi questionado pelo apresentador qual fato histórico gostaria de ter acompanhado e Adnet não fugiu da polêmica.

“Bom, evento passado, eu iria na Proclamação da República para gritar: ‘é golpe’. Fica [Dom] Pedro [II]. Golpistas! Golpistas! Não passarão. Canalhas! Canalhas!”, brincou, arrancando risada do público.

Vale destacar que, durante o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, simpatizantes da petista apontaram um “golpe” promovido pelo ex-presidente Michel Temer, na época vice da chapa da antiga governante do país, junto com deputados do centrão.

Um dos grandes críticos de Jair Bolsonaro, Adnet deixou claro que não apoia a continuidade do político no cargo mais alto do Poder Executivo Federal. “Um evento futuro que eu gostarei de presenciar é o impeachment do atual presidente. Vamos ver”, acrescentou.

Marcelo Adnet e Edir Macedo

Outro que não escapou do humor ácido de Marcelo Adnet foi o bispo Edir Macedo. Fábio Porchat perguntou quem o comediante gostaria de ser naquele momento, levando-o a refletir por alguns segundos e cutucando o dono da Record.

“Hoje? Eu seria seu ex-patrão [Fábio Porchat trabalhou na Record até o ano passado], chamaria todos os fiéis e diria: ‘Toma seus dinheiros de volta. Toma! Toma!’”, disparou, sendo aplaudido pela plateia. “Acordaria pobre. Entenderia o real sentido de ter fé. Desapego material. Precisa ter desapego material”, alfinetou.

Deboche a Lei Roaunet

Outro momento em que Marcelo Adnet não fugiu da polêmica foi quando questionado qual frase gostaria de ter na sua lápide. “Mamou na Lei Rualei”, satirizou ao falar “Mamou na Lei Rouanet”.

É bom ressaltar que artistas da Globo são acusados por eleitores conservadores de utilizar a Lei Rouanet para financiar projetos artísticos.

Confira a entrevista abaixo:

Mais Notícias