Vem aí

"Se Joga" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

Atração começa a partir das 14h


Apresentadores do "Se Joga"
Apresentadores do "Se Joga" - Foto: Divulgação/Globo

O “Se Joga” estreia nesta segunda-feira (30) com a missão de frear o “Balanço Geral” com o quadro “Hora da Venenosa” e fazer com que a Globo lidere sem dificuldades no horário. A atração terá três apresentadores, tendo como principal estrela Fernanda Gentil.

Mas o que o “Se Joga” tem para oferecer ao público? Só vai ser possível saber quando a primeira edição do programa for ao ar, a partir das 14h00. Contudo, em notas divulgadas para imprensa, além das propagandas na grade, a Globo promete uma produção leve, focada no entretenimento e variedades.

A ideia da direção é ter uma linguagem mais jovial, dando espaço aos apresentadores conversarem com a plateia e seus convidados, colocando como foco os assuntos que estão nas redes sociais em todo país. Erico Brás, Fabiana Karla e Gentil ainda receberão contratados da emissora para participar de jogos.

"A nova atração promete ser o ponto de encontro para quem quer se manter informado, se inteirar do que está rolando e se divertir com atrações, jogos e quadros variados. Ou seja, quem gosta daquela sensação boa de relaxar depois do almoço é só separar um horinha na parte da tarde e se jogar no sofá, sacar o celular ou mergulhar na tela do seu tablet", explicou a Globo em comunicado oficial.

O NaTelinha resolveu apresentar a mecânica do “Se Joga”. Confira abaixo como funcionará a atração:

Deu a louca na nuvem

\"Se Joga\" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

As redes sociais, chamadas de segunda tela, se popularizaram no Brasil e é muito comum que temas que estão bombando na web façam parte das pautas dos programas de televisão. Visando isso, o “Se Joga” decidiu usar desta ferramenta para atrair a atenção dos telespectadores.

O quadro irá abordar temas da atualidade que estão na boca do povo. Um exemplo simples é: “Éramos Seis” estreia nesta segunda e tem sido um dos principais assuntos da internet. O ‘Se Joga’ poderá discutir o assunto na atração.

Resenhas com colunistas

\"Se Joga\" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

Esse quadro será dedicado para que os colunistas especialistas em moda, dinheiro, astrologia, inglês e muito mais dêem suas análises. Rhavi Carneiro, Leandro Karnal, Edu Conte, Cátia Damasceno e Camila Coutinho formarão o time de colunistas.

Rhavi dará as dicas de inglês, Karnal os conselhos, Edu Conte cuidada da astrologia, Damasceno falará sobre sexo e Camila vem com a responsabilidade de dar dicas de moda e beleza.

Participação dos humoristas

\"Se Joga\" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

O humor estará presente no “Se Joga”. Dani Calabresa, Marcelo Adnet, Paulo Vieira, Jefferson Schroeder e Fernando Caruso farão rodízio ao longo dos dias e participarão do programa.

Adnet comandará o “The Fake Brasil”, dando oportunidade para que imitadores disputam entre si e consigam vencer a competição. Humoristas desconhecidos também serão convidados para participar do programa.

Jogos

\"Se Joga\" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

Um dos jogos contará com a participação da plateia. Com oportunidade de ganhar prêmios, essa disputa tem um pouco de inspiração o “Programa Silvio Santos”, onde um lado concorre contra o outro para levar premiações para casa.

Famosos também estarão no jogo e vão responder algumas perguntas para se darem bem. Com muito bom humor, os apresentadores dialogarão com os convidados e buscarão tirar informações exclusivas da vida desses artistas. Reynaldo Gianecchini, por exemplo, estará numa das edições da atração.

Entrevistas

O programa contará com celebridades não apenas para jogos, mas para entrevistas exclusivas. Os apresentadores terão a missão de fazer questionamentos interessantes ao público, entretanto, sem exagerar. Pelo menos é o que prometeu Fernanda Gentil ao afirmar em entrevista que as fofocas do ‘Se Joga serão do “bem”.

A visão dos apresentadores sobre o programa

\"Se Joga\" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

“A expectativa está muito gostosa. Encerrei um ciclo no esporte no final do ano passado. Foi mais doloroso do que imaginava, achei que fosse ser mais fácil. Fiquei 10 anos trabalhando com uma coisa que queria muito e precisei encerrar um ciclo para abrir outro. E acho que a vida é isso. Toda hora você tem que se jogar nos desafios. Foi um tempo legal, redondinho", comentou Gentil no “Mais Você”. “Tô muito animada, o nome já diz tudo, é muito nossa vibe. Imaginei um programa legal, mas foi muito maior e melhor do que imaginei”, acrescentou.

Érico Brás falou da importância da representatividade na televisão brasileira e não escondeu seu desejo de comandar uma atração. “O grande barato desse trio é essa diferença”, iniciou. “O desafio é ser apresentador. Eu sonhava em ser apresentador. Achava que faltava isso para televisão. Admirava a Glória Maria, mas achava o máximo o Cid Moreira com aquela imagem, com aquela voz poderosa. Aquilo me chamava atenção”, contou.

“Eu sempre quis me comunicar. Fernanda com a experiência incrível, fala rápido, antenada. Ériko eu conheço, faço ‘Escolhida do Professor Raimundo’ e fiz o ‘Zorra’ com ele”, falou Karla. "Esse desejo não foi uma coisa que eu pensei: 'Quero agora'. Foi adiantada na minha vida, como tudo. Sempre gostei de me comunicar... com essas duas beldades, fiquei bem feliz. O ao vivo é essa adrenalina gostosa. O maior desafio é estar sem munição. Nos personagens, sempre tem o escudo, uma peruca", ressaltou.

Concorrência

\"Se Joga\" estreia com quadros de humor e fofoca; conheça a dinâmica do programa

Fernanda Gentil levou cerca de nove meses para formatar o programa, tendo como missão abrir vantagem em relação à Record, derrotando a “Hora da Venenosa”, quadro do “Balanço Geral”. Geraldo Luís, que substituirá Reinaldo Gottino, estreia nesta segunda, mas nada que abale a apresentadora e seus colegas.

Questionada pelo NaTelinha, Gentil disse não se preocupar com a concorrência. "Eu vi isso por alto... É uma coisa que não entra no nosso pensamento do dia-a-dia. Se a gente for parar pra olhar pra fora, se preocupar pra fora, com quem tá no nosso horário, a gente acaba deixando de dentro, que é o mais importante, disse.

"Óbvio que a gente analisou o que acontece nesse horário na TV em geral, não só no Brasil, mesmo... A gente passou semanas aqui vendo referências de fora e de dentro, o que o público gosta, como se comporta, qual o tom, a linguagem... Até trilha sonora, mínimos detalhes, cores, formato do cenário... A gente analisou como referência, mas não assim 'ah, vamos traçar estratégia'", completou ela.

Para a apresentadora, que migrou do jornalismo para o entretenimento, tudo isso é "gastar energia com coisa que não vai ajudar tanto o programa". "Vamos pensar no nosso, o que a gente pode trazer, como a gente pode falar, o que a gente pode falar, o que o telespectador vai ganhar... Se cada um fizer o seu direitinho, vai ganhar o telespectador. A gente trabalha pra eles. Faz o seu, na sua caixinha".

"Óbvio, se cerca do que tá rolando, mas como referência, não como concorrência, e chuta pro gol", concluiu.

Mais Notícias