Reportar erro
Mariana Godoy Entrevista

Costanza Pascolato repudia uso de celular à mesa: "É insuportável"

Consultora de moda de 80 anos é a entrevistada do "Mariana Godoy Entrevista"

Costanza Pascolato e Mariana Godoy
Divulgação/RedeTV!
Redação NT

Publicado em 27/09/2019 às 18:47:38

Aos 80 anos, a empresária e consultora de moda Costanza Pascolato é totalmente contra o uso de celular à mesa. Convidada do "Mariana Godoy Entrevista" desta sexta-feira (27), ela falou sobre seu novo livro e comentou a atitude durante o jantar, elogiando a postura de seus dois netos.

“Posso parecer démodé, mas isso é insuportável. Para mim não funciona pelo seguinte motivo: Você está com outras pessoas, tem que prestar atenção no outro. Meus netos [de 23 e 26 anos] deixam o celular no colo. De vez em quando dão uma olhada, mas socializam e se comunicam”, disse.

No início deste mês, Constanza lançou o livro "A Elegância do Agora", e no talk show da RedeTV! comenta sobre a obra e aponta que as regras de etiqueta estão ligadas diretamente ao modo de se comportar diante do próximo. “As pessoas parecem esquecer que os outros existem e invadem seus espaços. Acho que é mais por causa dessa educação um pouco mais libertária que as crianças têm tido. Todos permitem coisas sem fim para elas porque estão ocupados e não têm mais tempo de ficar lá ensinando. Então, as crianças crescem e vão ficando malcriadinhas, deixam de ter limites. Eles te ajudam a construir e recompor sua vida”, esclarece.

Italiana de nascimento, Constanza Pascolato chegou a Brasil em 1945, aos cinco anos de idade, a bordo do primeiro navio europeu vindo para a América Latina após a Segunda Guerra Mundial. Desde então se manteve no país, descartando qualquer desejo de morar na Itália novamente. “Gosto de voltar para lá porque gosto de mergulhar nas minhas raízes, toda vez você aprende alguma coisa. Mas eu jamais largaria o Brasil, não viveria em outro lugar. Todo mundo critica, mas prefiro estar aqui. O Brasil ainda é o país do futuro”, declara.

Questionada sobre o fim a vida, com tranquilidade, ela diz refletir sobre o assunto: “Penso, claro. Não vou viver 80 anos outra vez. No máximo 10 ou 15 e os anos e passam rápido. Você se dá conta de que tem menos tempo para viver. Comecei a me dar conta e medito em torno disso. Na verdade, comecei a ler sobre espiritualidade, porque além da religião existe o espírito. A gente veio e a gente volta”.

"Mariana Godoy Entrevista" vai ao ar às 23h, na RedeTV!.

Mais Notícias