Aprovaram

No "Programa da Maisa", internautas vibram com discursos de Fábio Porchat e Pedro Cardoso

Artistas falaram sobre redes sociais e bullying e o público se manifestou

No
Maisa ao lado de Fábio Porchat, Pedro Cardoso e Oscar Filho - Foto: Reprodução

Publicado em 27/07/2019 às 15:54:31 ,
atualizado em 27/07/2019 às 16:28:31

Por: Redação NT

Neste sábado (27) foi ao ar mais um episódio do "Programa da Maisa". A apresentadora recebeu Fábio Porchat e Pedro Cardoso.

Durante a atração, Pedro Cardoso falou sobre redes sociais: "Nós vamos passar mil desses tipos de pensamentos, ou agressivos ou elogiosos. Pra mim, todos eles tem a mesma culminação de uma frustração, que é legítima", iniciou. "Nosso problema é viver a vida real, e não essa fantasia que é a rede social. Isso daí é uma histeria, sabe o que é uma histeria? É uma coisa que não vai dar em nada", completou o ator.

O eterno Agustinho de "A Grande Família" ainda falou sobre democracia: "Na internet, nesses ambientes, onde todo mundo pode ser anônimo, isso não é pra mim um espaço de construção da democracia, é um espaço de destruição de um convívio. Por isso que eu chamo de redes antissociais. Eu tenho público no teatro sem ter nenhuma rede social", encerrou.

O ator também falou sobre liberdade: "A liberdade educa, a liberdade organiza. A autoridade sem liberdade é uma mera opressão. Vai criar um adulto reprimido, mas agressivo."

O humorista Fábio Porchat também deu seu recado, falando sobre bullying: "Hoje não acho que é uma questão problema, mas na época era. Pra qualquer homem, ser chamado de viadinho, é o pior pesadelo que o menino pode ter na escola".

Ele ainda disse que já lhe questionaram se isso ainda é problema: "Não me incomoda. Me incomoda se me chamarem de ladrão. Gay não é problema".

O público elogiou no Twitter as participações: "Por mais pessoas assim no mundo", disse uma telespectadora. Veja a repercussão:


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!