Jornalista

Mauro Naves é afastado da Globo por envolvimento no caso Neymar

Mauro Naves é afastado da Globo por envolvimento no caso Neymar
Divulgação/ TV Globo

Redação NT
i

Redação NT

O NaTelinha é um site pioneiro em entretenimento e cultura de televisão no Brasil, sendo referência por sua ética e credibilidade, trazendo sempre a verdade, como deve ser. Twitter: @sitenatelinha / Instagram: @sitenatelinha / facebook.com/sitenatelinha

Publicado em 05/06/2019 às 21:19:28

O repórter Mauro Naves deixou a cobertura esportiva da Globo por envolvimento no caso de estupro envolvendo o atacante Neymar. William Bonner fez um pronunciamento durante o "Jornal Nacional" desta quarta-feira (5) sobre o afastamento do jornalista.

"O Jornal Nacional publicou ontem a carta aberta divulgada pelos ex-advogados da mulher que acusa Neymar de estupro. Eles afirmam na carta que a reunião que fizeram com os advogados de Neymar foi feita a convite do pai do jogador. Hoje, em nota, o pai de Neymar desmentiu essa afirmação, disse que foi o advogado José Edgard Cunha Bueno que o procurou solicitando a reunião e que José Edgard obteve o contato dele por intermédio do repórter Mauro Naves, na quarta-feira da semana passada. O repórter confirma as afirmações da nota do pai de Neymar, mas somente hoje relatou a Globo sua participação no episódio".

Mauro Naves passou os contatos de pai de Neymar ao advogado, a quem já conhecia, para ter a história com exclusividade.

"Mauro Naves é um excelente profissional, com grandes contribuições ao jornalismo esportivo da Globo. Mas há evidências de que suas atitudes neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas. Em comum acordo, o repórter Mauro Naves deixará a cobertura de esportes da Globo até que os fatos sejam devidamente esclarecidos", disse Bonner.

Caso Neymar

Neymar foi acusado de ter estuprado Najila há algumas semanas. Embora o caso tenha acontecido em Paris, a mulher registrou um boletim de ocorrência em São Paulo e aí as investigações começaram. O B.O. foi registrado dia 31, mas o assunto ganhou repercussão no dia seguinte.

Além de o pai de Neymar ter concedido entrevista ao "Brasil Urgente" falando da situação e acusando a denunciante, o próprio jogador divulgou em suas redes sociais, no dia 1º, um vídeo em que se dizia inocente e uma série de prints de conversas, além de vazar fotos íntimas da mulher. 

O caso segue sendo investigado e, no dia 2, a polícia afirmou que além de convocado a depor, Neymar deverá ser processado por divulgar fotos íntimas da mulher.

Em visita ao "Aqui na Band", o pai de Neymar foi questionado se não houve exagero por parte do jogador em exibir imagens da jovem nua, para se defender da acusação. “Eu prefiro um crime de internet que um crime de estupro”, disparou. O advogado convidado pela produção relatou que a ação do atleta não configura crime.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!