Brasil-il-il

Bem em São Paulo, "Primeiro Impacto" derruba SBT em outras capitais

Situação causa desconforto em afiliadas da emissora da Anhanguera

Bem em São Paulo,
Dudu Camargo e Marcão do Povo se revezam no comando do "Primeiro Impacto

Diogo Cavalcante
i

Diogo Cavalcante

Jornalista diplomado, Diogo Cavalcante tem experiência na cobertura de Cidades e Entretenimento. Apaixonado por televisão, se dedica a escrever sobre o assunto desde 2013.

Twitter: @diogo_cc

Publicado em 23/04/2019 às 08:42:36 Atualizado em 23/04/2019 às 10:26:56

Se na Grande São Paulo o “Primeiro Impacto” vem alcançando bons índices de audiência e dando a vice-liderança ao SBT, não se pode dizer o mesmo em outras cidades do Brasil. Desde que foi esticado na programação, em novembro de 2018, o jornal derrubou a audiência matinal da emissora, especialmente nas capitais do Nordeste e em Belo Horizonte.

Levantamento obtido pelo NaTelinha mostra que a atração reduziu bastante o desempenho da emissora nas faixas das 10h às 10h30, até então ocupado pelo “Bom Dia e Cia”. Em alguns casos, o jornalístico comprometeu o segundo lugar, deixando muita afiliada descontente.

Entre 8 de outubro e 9 de novembro, os desenhos de Silvia Abravanel marcavam 6,6 pontos no Recife, contra 7,9 da Globo e 4,5 da Record/TV Clube. Em 12 de novembro, data em que o “Primeiro Impacto” assumiu a faixa até 10h30, o SBT passou a ocupar a terceira colocação, com 4,4 pontos. Até o dia 8 de abril deste ano, o canal de Edir Macedo registrava 4,6 de média, e a Globo ampliou a liderança, com 8,6.

Em Salvador, a situação é a mesma: perda da vice-liderança, mas com a Globo na segunda posição e a Record na primeira. Antes da ampliação, com programação infantil, a TV Aratu/SBT marcava 5,9 pontos, ante 8,6 da Record TV Itapoan e 5,0 da TV Bahia/Globo. Com a chegada do jornal no horário, a afiliada da rede da Anhanguera caiu para 4,7, enquanto a Globo subiu para 5,3 e a Record seguiu líder, com 7,8.

Fortaleza, capital do Ceará, também registra queda. Com o “Bom Dia & Cia”, a afiliada do SBT, a TV Jangadeiro, marcava 6 pontos. Já com o “Primeiro Impacto”, agora dá 4, com a TV Cidade/Record indo a 5 de média.

Por fim, em Belo Horizonte, saiu do empate técnico na liderança para a terceira posição. Entre 08 de outubro e 09 de novembro de 2018, A TV Alterosa/SBT registrava 5,0 pontos, contra 5,4 da Globo e 4,3 da Record. Desde 12 de novembro, caiu para 3,7. A Globo cresceu para 5,7 e a Record registra 4,5 pontos.

Queixa

Nos bastidores, segundo apurou o NaTelinha, há uma insatisfação das afiliadas – principalmente as do Nordeste – com esse quadro.

Apesar de não oferecer grandes lucros, o “Bom Dia & Cia” tinha mais força para segurar público e fazer uma boa entrega para a programação local. Sem os desenhos animados e com um jornal focado na capital paulista, perdeu-se o fôlego.

No caso de Recife e Salvador, o infantil só é exibido durante 15 minutos, tempo ínfimo para conseguir alavancar a audiência. Nestas duas cidades, a programação local inicia às 10h45. Em Fortaleza, começa às 11h, e em Belo Horizonte, 11h45.

O "Primeiro Impacto" vai ao ar das 06h às 10h30, com apresentação revezada entre Dudu Camargo e Marcão do Povo. Em São Paulo, o telejornal focado nas notícias policiais registra médias de até 5 pontos, vencendo a Record e motivando a concorrente a se mexer.

Em março, a emissora lançou André Azeredo, ex-Globo, no comando do "SP no Ar". Entretanto, até o momento, não teve força e segue atrás, em terceiro lugar.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!