Nova ordem

Silvio Santos veta uso do SBT como vitrine para artistas faturarem na web

Patrão proíbe interatividade e que apresentadores divulguem seus perfis no ar

Silvio Santos veta uso do SBT como vitrine para artistas faturarem na web
Reprodução

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 20/04/2019 às 00:01:13 Atualizado em 20/04/2019 às 12:22:47

Silvio Santos chegou de férias mudando a relação do SBT com seus artistas na web. Desde a última quinta-feira (18), o patrão vetou a interatividade em todos os programas, com a divulgação de hashtags (#) em todos os programas e o endereço dos apresentadores nas redes sociais.

A partir de agora, os "@" só serão mencionados nas atrações do SBT em dois casos: quando atender interesses comerciais do canal ou por pessoas convidadas.

O NaTelinha apurou que Silvio Santos teria percebido que alguns artistas do SBT estavam utilizando a emissora como vitrine para impulsionar o número de seguidores em suas redes sociais, de forma abusiva. Com um alcance maior de pessoas na web, fechavam contratos de publicidade sem que isso rendesse algum lucro para o canal.

Silvio achou que tudo estava solto demais e mandou a ordem para todas as produções do SBT. O veto é geral.

Desde esta sexta (19), atendendo as ordens do patrão, os programas eliminaram as hashtags na parte lateral do vídeo e a exibição dos comentários dos internautas.

De acordo com fontes, nesta semana, o apresentador foi avisado sobre os valores de um contrato fechado recentemente que o fez ficar alerta sobre esta nova fonte de renda dos artistas nas plataformas digitais.

Com este novo cenário, todo o elenco do SBT precisará se alinhar com o setor comercial, caso queira mencionar seus "@" no programa. Mas para isso, uma porcentagem do contrato fechado deverá entrar na conta da emissora.

A decisão de Silvio Santos pode ser o início de um novo comportamento das redes brasileiras com seus contratados.  Entre todas, antes dessa nova ordem, apenas a Globo havia essa proibição para seus apresentadores.

As empresas que patrocinam um post no perfil de apresentador nas redes sociais enxergam uma oportunidade de anunciar seus produtos para um público segmentado. Além disso, nas agências de publicidade, as grandes vedetes são os influenciadores digitais.

Para ter uma ideia do rentável negócio que as postagens no Instagram, Facebook e Twitter se tornaram para os artistas nos últimos anos, quando anunciou que estava grávida de Zoe, em maio de 2018, Sabrina Sato faturou em torno de R$ 150 mil de uma marca de teste de gravidez.

No Brasil, Bruna Marquezine, Marina Ruy Barbosa e Anitta estão entre os artistas que mais faturam com seus post nas redes sociais.

De acordo com um profissional do mercado, algumas delas já chegaram a embolsar o valor em torno de R$ 1 milhão por mês neste novo negócio.

O NaTelinha procurou o SBT, que ainda não respondeu aos contatos. Caso o faça, a matéria será atualizada.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!