Apoio

"A Semana do Presidente"? SBT reprisa reportagem sobre Bolsonaro duas vezes neste domingo

Silvio Santos tem apoiado o presidente da República


Semana-do-Presidente_95ef45867abe07bba1d3519ce6a3254280c765c0.jpeg
Reportagem de Jair Bolsonaro foi exibida pela primeira vez no "SBT Brasil - Foto: Reprodução/SBT

Apontado como defensor do governo de Jair Bolsonaro, Silvio Santos voltou ao centro das atenções nos últimos. Isto porque sua emissora, o SBT, exibiu uma reportagem no “SBT Brasil” da última sexta-feira (22) que mostrava a visita do presidente brasileiro ao Túmulo ao Soldado Desconhecido, nos Estados Unidos. Já neste domingo (24) a matéria foi reprisada no início e no fim do “Programa Silvio Santos”. O fato chamou atenção e repercutiu nas redes sociais.

Os internautas apontaram como uma tentativa de Silvio Santos em voltar com “A Semana do Presidente”. A atração ganhou espaço no canal em 1981, no governo João Figueiredo, e ficou na grade até o período da gestão de Fernando Henrique Cardoso. O espaço era destinado a União e levado ao ar dentro do “Programa Silvio Santos”.

A suspeita que o comunicador voltaria com o quadro ocorreu em novembro do ano passado, quando o SBT exibiu a vinheta “Brasil, ame-o ou deixe-o”. Na época, a emissora dividiu opiniões favoráveis e contrárias a ação de marketing e resolveu tirar a propaganda do ar.

Vale ressaltar que a frase ganhou popularidade na gestão Emílio Garrastazu Médici, que foi presidente do Brasil durante os anos de 1969 a 1974, no período conhecido como Milagre Econômico. Mesmo com números considerados bons para economia na década de 1970, no final do século, especialistas apontaram que essa fase foi perdida para o país. O governo Médici recebeu acusações de ter prejudicado os mais pobres e iniciado as negociações com as empreiteiras envolvidas em casos de corrupção, atualmente investigados pela Operação Lava Jato.

\"A Semana do Presidente\"? SBT reprisa reportagem sobre Bolsonaro duas vezes neste domingo

Silvio Santos é considerado um dos principais nomes da televisão brasileira e uma das figuras mais populares do país. Responsável pela construção de um império, precisou enfrentar diversas adversidades na carreira para se consolidar. Poucos conseguem ter o respeito e admiração de milhões de pessoas.

Com o surgimento das redes sociais, a popularidade positiva do apresentador passou a ser questionada, seja por suas brincadeiras ou pelo apoio a Jair Bolsonaro.

Entretanto, Silvio Santos sempre deixou claro que é um empresário governista. O livro “Tudo por Dinheiro”, escrito pelo jornalista e crítico Mauricio Stycer, aponta que o empresário garantiu aos governantes da Ditadura Militar que seu canal seria do povo e do governo federal, cumprindo sua promessa.

Mesmo com o fim do Regime, Silvio continuou aliado dos governos posteriores. Além de manter “A Semana do Presidente” para Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso, o apresentador convidou Luiz Inácio Lula da Silva para participar do “Teleton”, em 2008. Na gestão Dilma Rousseff, o comunicador proibiu Rachel Sheherazade de fazer críticas. A jornalista estava conhecida por ser uma das principais opositoras da ex-presidente.

A volta de “A Semana do Presidente” não é oficial. Contudo, quem assistiu ao “Programa Silvio Santos” ontem, percebeu que ele continuará aliado a Jair Bolsonaro.

Confira abaixo a repercussão na web:

Mais Notícias