Viva

30 anos depois, "Vale Tudo" lidera a audiência na TV


vale-tudo_ce3abaf3ff75126b825129c3eec8938bd29a3ed5.jpeg
Divulgação

30 anos depois de ser exibida na Globo, a discussão da dicotomia ética entre as personagens Raquel (Regina Duarte) e Maria de Fátima (Gloria Pires) na novela "Vale Tudo" continua sendo um fenômeno de audiência na televisão.

Segundo levantamento da Kantar Ibope Media, obtidos em primeira mão pelo NaTelinha, a trama escrita por Aguinaldo Silva, Gilberto Braga e Leonor Bassères, reprisada no Canal Viva, conquistou a liderança da audiência entre os telespectadores com PayTV entre 00h30 e 01h15.

Esse resultado contempla o período de 18 de junho, data de estreia da reprise, até a última quarta-feira (25), nos 15 principais mercados do país.

O canal da Globosat decidiu colocar no ar a novela em comemoração aos seus 30 anos.

Essa é a segunda exibição do folhetim, em um intervalo de oito anos. Em 2010, a base de assinantes do Viva era de 3.466.574. Atualmente, possui muito mais: 14.002.133.

Há três anos, em entrevista ao jornal Extra, em comemoração aos 50 anos da Globo, o atual diretor de dramaturgia da emissora, o escritor Silvio de Abreu, elegeu "Vale Tudo" como a melhor novela produzida pelo canal.

"'Vale Tudo' é uma obra-prima que une melodrama e drama social. Envolve e emociona ao mesmo tempo que faz pensar e refletir sobre a situação do Brasil na época, questionando os valores morais e apontando para o caos que estamos vivendo hoje", pontuou o diretor.

Com direção geral de Denis Carvalho, no elenco, além de Gloria Pires e Regina Duarte, estavam entre os destaques: Antonio Fagundes, Beatriz Segall, Carlos Alberto Ricelli, Reginaldo Faria e Renata Sorrah.

"Vale Tudo" foi exibida originalmente em 1988 e teve 204 capítulos.

Na época, chegou a atingir 72 pontos nas últimas semanas e teve 61 na média geral. O folhetim foi exibida em 30 países, e em 2002, a Globo realizou um remake com atores hispânico visando o mercado internacional.

Mais Notícias