Ninguém sabe

Comprado novamente no início do ano, "Topa ou Não Topa" vira lenda urbana no SBT

"Topa ou Não Topa" foi apresentado por Silvio Santos entre 2006 e 2007

Cotada para apresentar o "Topa ou Não Topa", projeto foi "esquecido" pelo SBT

Publicado em 09/07/2018 às 08:25:27

Por: Thiago Forato

Depois da nova edição da "Casa dos Artistas", do segundo horário de novelas e da volta do "Show do Milhão", o SBT agora tem uma nova lenda urbana: o retorno do "Topa ou Não Topa".

Adquirido junto à Endemol no início de 2018 para promover Patrícia Abravanel, o game-show que o próprio SBT apresentou primeiramente em 2006 não tem previsão de estreia e pouco se sabe sobre seu retorno.

A filha número quatro de Silvio Santos era a mais cotada para apresentar, e em janeiro, a previsão era de que a atração fosse ao ar até abril, no máximo. O que não aconteceu.

No ano passado houve algo parecido, mas com o "Show do Milhão". Depois que a Globo anunciou a estreia do "Quem Quer Ser Um Milionário?" sob o comando de Luciano Huck, o SBT começou a alardear chamadas da volta de seu game que fez sucesso entre 1999 e 2004, mas com crianças de até 12 anos. Patrícia também apresentaria.

A volta do "Show do Milhão" virou lenda e hoje o programa sequer é cogitado para voltar à programação.

Sobre o "Topa ou Não Topa", ele foi adquirido em 2006 e Silvio Santos apresentou o game até 2007. Roberto Justus assumiu o comando do game em 2010, e deu até R$ 1 milhão em prêmio.

O formato consiste do participante arriscar uma maleta em 26, com importâncias em dinheiro que variam de 50 centavos a R$ 1 milhão. A cada rodada, ele precisa eliminar algumas maletas para receber uma proposta do "banqueiro".

Nos Estados Unidos e em tantos outros lugares, o "Deal or no Deal", nome original do game, fez bastante sucesso na década passada, sendo comercializado para quase 80 países.

Antes de comprar o original, Silvio Santos produziu o "Eu Compro o Seu Televisor", em 2004. O SBT foi até processado pela Endemol, acusado de plágio.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!