Novidades

Netflix lança série sobre Freud, o pai da psicanálise

A plataforma de streaming também lançou recentemente minissérie sobre Madam C.J. Walker

Netflix lança série sobre Freud, o pai da psicanálise
Cena de Freud - Foto: Reprodução/Youtube

Publicado em 23/03/2020 às 14:21:00 ,
atualizado em 23/03/2020 às 15:44:52

Por: Redação NT

Estreou nesta segunda-feira (23) uma das produções mais aguardadas da Netflix: a série Freud. Produzida na Áustria, a história gira em torno do pai da psicanálise que luta para entender a mente de um serial killer em Viena, em 1886.

As teorias do jovem Sigmund Freud (Robert Finster) são consideradas revolucionárias pelos conservadores e passam a sofrer forte oposição dos poderosos. Mas a médium Fleur Salomé (Ella Rumpf) e o veterano de guerra e policial de escritório, Alfred Kiss (Georg Friedrich) se impressionam com os estudos do rapaz.

Os dois se unem a Freud e partem para descobrir vários casos de assassinatos que assombram os moradores de Viena na época. O pai da psicanálise se encontra no meio de uma conspiração assassina no coração da Áustria.

A primeira temporada tem oito episódios com média de 55 minutos cada. A produção criada por Marvin Kren, Benjamin Hessler e Stefan Brunner e lançada na plataforma de streaming é da emissora pública austríaca ORF, da Bavaria Fiction e da Satel Film, tendo o apoio do Filmfonds Wien e da Media de Viena.

A Vida e a História de Madam C.J. Walker

Outra produção que tem chamado atenção do público é a série A Vida e a História de Madam C.J. Walker. O enredo gira em torno de uma ativista social e primeira mulher milionária dos Estados Unidos a conquistar a própria fortuna, já que sua linha de produtos capilares e cosméticos para mulheres negras fez muito sucesso.

A história é baseada em fatos reais e tem Octavia Spencer como uma das protagonistas. A minissérie tem apenas quatro episódios e é cercada de muito alto astral retratando um período de muito preconceito nos Estados Unidos.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!