Não gostou

Colaboradora de Aguinaldo Silva detona Fina Estampa: "Pavoroso aquilo"

Maria Luisa Berredo não é fã de Fina Estampa e a considera datada

Colaboradora de Aguinaldo Silva detona Fina Estampa:
Colaboradora de Fina Estampa detonou novela - Foto: Divulgação

Publicado em 26/06/2020 às 16:03:29

Por: Redação NT

Parece que Maria Luisa Berredo, uma das principais colaboradoras de Aguinaldo Silva, não gostou muito de escrever Fina Estampa. Ao comentar a reprise da novela no horário nobre da Globo, por conta da pandemia do coronavírus que suspendeu as gravações das novelas inéditas, a roteirista não poupou críticas à trama protagonizada por Lília Cabral.

As afirmações aconteceram em entrevista dada no Instagram do perfil Cenas da Teledramaturgia Brasileira, ocorrida na última quinta-feira (25). Na live, a colaboradora de Fina Estampa foi questionada a respeito do trabalho na novela. "Eu acho que é uma novela muito datada. Eu acho que tem atores muito over. O figurino é horrível, é pavoroso aquilo. É uma linguagem que ficou muito pra trás", garantiu.

Maria Luisa, que sempre esteve ao lado de Aguinaldo Silva na maioria dos sucessos do autor, continuou criticando a produção. "Eu mudaria tudo. A história da Griselda eu acho sensacional. Mas a novela é muito datada", insistiu.

A colaborada de Fina Estampa manteve a crítica. "Eu não sei quais foram os critérios da #TVGlobo pra escolher, mas eu suponho que é porque tem o personagem Crô – que fez muito sucesso –, um personagem cômico, e num momento que as pessoas precisavam de assistir alguma coisa mais engraçada. Mas eu acho a novela toda over... os atores. Hoje eu não faria nada daquilo", encerrou.

Colaboradora de Fina Estampa

A crítica de Maria Luisa Berredo à Fina Estampa chamou a atenção porque a roteirista sempre trabalhou com Aguinaldo Silva e colaborou com o novelista em A Indomada (1997), Porto dos Milagres (2001), Senhora do Destino (2004) e Duas Caras (2007), além da própria Fina Estampa, que é de 2011. Antes, porém, ela esteve tão próxima do autor, que deixou a Globo no início deste ano, que foi co-autora das séries Cinquentinha (2009) e Lara com Z (2011).

Maria Luisa também ganhou status de co-autoria em Verdades Secretas (2015) e Êta Mundo Bom (2016), com a parceria com Walcyr Carrasco. Mas na última, ela acabou deixando o trabalho por divergências com o autor.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!