Emoções finais

De encontro macabro a crime desvendado: As revelações de Malhação - Toda Forma de Amar

Marco Rodrigo descobre os responsáveis pela morte de Zé Carlos

De encontro macabro a crime desvendado: As revelações de Malhação - Toda Forma de Amar
Rita aparece viva no final de Malhação - Toda Forma de Amar - Reprodução/TV Globo

Publicado em 02/04/2020 às 15:59:00 ,
atualizado em 02/04/2020 às 16:38:36

Por: Taty Bruzzi

Malhação - Toda Forma de Amar teve final antecipado em decorrência da pandemia do coronavírus que obrigou a Globo a interromper as gravações e dar pausa nas produções atuais. Assim, a novelinha terá seu desfecho na próxima sexta-feira (3) e as cenas tiveram que ser adaptadas para que o destino de cada personagem seja contado ao telespectador.

Um dos mistérios a ser desvendado na trama de Emanuel Jacobina é o sumiço de Rita (Alanis Guillen), que desapareceu há alguns capítulos sem deixar rastro fazendo todos acreditarem que ela está morta quando, na verdade, foi sequestrada por Rui (Romulo Arantes Neto).

O pilantra será desmascarado, mas não sem antes sustentar a mentira de que a moça morreu. Já Peixoto (Roger Gobeth) cai em armadilha armada pelo bandido e tem encontro com a namorada de Filipe (Pedro Novaes).

A novelinha guarda a solução de outro crime também para o final. O público de casa irá descobrir quais são os responsáveis pela morte de Zé Carlos (Pedro Brandão) ocorrida nos primeiros capítulos.

Confira!

VEJA TAMBÉM

Encontro macabro entre Peixoto e Rita

Nos momentos finais de Malhação - Toda Forma de Amar, Peixoto será sequestrado e vai parar no mesmo cativeiro que a Rita está. O oficial realmente acredita que a moça morreu e leva um susto ao dar de cara com a falsa defunta.

O policial corrupto entra em seu carro e é surpreendido por uma arma apontada par sua cabeça. "Não fala nem tenta nada. Só dirige na direção em que eu mandar, ou vou te matar aqui mesmo", dirá alguém por trás sem que Peixoto o veja.

O agente tenta pegar um revólver, mas acaba impedido. "Tá querendo pegar a arma no porta-luvas? Esquece! Não tá mais ali. Tá apontada para as suas costas. Liga o carro", grita o bandido encapuzado. "Estou ligando, tranquilo", obedece Peixoto.

Na sequência, Peixoto será retirado a força para fora do automóvel e seguir por um cemitério. "Por que você trouxe aqui?", pergunta o policial. "Chegou a hora de você fazer companhia para a menina, para a Rita", ameaça o desconhecido.

Em seguida, Peixoto será jogado dentro do cativeiro em que a moça está presa. "Eu achei que você tinha morrido", diz com os olhos arregalados o policial ao reconhecer a moça.

A namorada de Filipe conta que tem sofrido muito nas mãos de um homem que sempre aparece com um capuz no rosto. "Parece que quer me comer viva", expressa a mocinha.

Peixoto revela para a mãe de Nina que Rui conseguiu a guarda da criança e ela reage batendo forte em uma porta de ferro. De repente, a porta se abre e um homem com o rosto coberto deixa dois pratos de comida.

"Que você achou que ia acontecer? Que eles iam deixar você sair e ver a sua filha?", indaga o policial corrupto. "Eles já trouxeram o Rui aqui duas vezes. Pensei que podia apelar para ele", alega Rita.

Peixoto continua a falar e afirma que o pai da criança não tem a última palavra dentro da facção. "Eu conheço esses caras. Eles estão pouco se lixando para o que Rui quer ou deixa de querer", diz.

A namorada de Filipe alega ter mais de um mascarado e entrega um que sempre a encara. "Também tem um sujeito mascarado que vem sempre. Não é nenhum desses que trouxeram a comida. Quando ele vem, não para de me encarar. Mas pelo menos, atende o que peço", conta.

"Então, é esse aí que você tem que chamar", sugere Peixoto. "Só que ele me dá medo. Parece que quer me comer viva", confessa a moça que toma uma decisão. "Eu aceito qualquer coisa para ficar com a minha filha. Qualquer coisa que me tire daqui e me leve para perto dela", diz ao colega de cativeiro.

Marco Rodrigo arma para arrancar confissão de Rui

Infiltrado na facção, Marco Rodrigo vai pressionar Rui a entregar o local onde o corpo de Rita foi desovado para que a família possa enterrá-la em paz. Antes, ele conta o que planeja para Ellen.

"Vou pedir a ele para deixar a Carla enterrar a menina. Se o idiota apresentar o corpo, temos a prova material, temos a prova do crime", dirá. "Não custa tentar. Ele sabe que está me devendo", insistirá o policial.

"Marco, eu sei que a menina era praticamente da família e e entendo a sua aflição. Mas você não pode, em hipótese alguma, contar para a Carla que o Rui assumiu", sugere a Major.

"Não vou falar dele, mas não posso omitir a informação de que a Rita está morta. Você faz ideia do que seja uma pessoa ficar sem ter notícias de alguém desaparecido há meses?", argumenta o oficial para a colega.

O que está por trás da morte de Zé Carlos

Será nos momentos finais de Malhação – Toda Forma de Amar que o assassinato de Zé Pedro será desvendado. O rapaz foi retirado de dentro de uma van nos primeiros capítulos da trama. Rita, Raíssa (Dora de Assis), Thiago (Danilo Maia), Jaqueline (Gabz), Guga (Pedro Alves) e Anjinha (Carolina Dallarisa) foram testemunhas.

Infiltrado na milícia, Marco Rodrigo é quem descobrirá que o filho de Lúcia (Naa Carbatti) foi morto por Rugieri (Ricardo Martins) em meio à guerra com Rui pelo comando da facção.

O mistério chega ao fim durante discussão entre Marco Rodrigo e Rugieri sobre o sumiço de Peixoto. "Não anda mais em lugar nenhum. Foi o único jeito de evitar o pior.

Ele podia botar a boca no trombone, e isso ia estragar a vida de todo mundo. Foi a mesma situação do garoto, Zé Carlos", solta o bandido.

A sequência contará com imagens de um flashback com Zé Carlos sendo retirado da condução e arremessado contra o asfalto. O rapaz olha para cima e vê Rugieri apontando uma arma em sua direção "Chegou a tua hora, moleque", avisa o criminoso.

Na sequência, o coronel sai correndo e será possível ver os cúmplices da ação formados pelo cabo Goes (Renan Horta) ao volante enquanto Peixoto sentado no banco do carona tira a touca ninja.

Marco Rodrigo Olha para Rui e o questiona também. "O Zé Carlos trabalhava para você, não é, Rui?", pergunta. "Trabalhava, mas queria sair do esquema. E como eu não deixei, fez um arquivo entregando muita gente para quem eu pagava", confessa o vilão.

O marido de Carla se volta para Rugieri e fala. "E você não matou o garoto só por medo dele falar com a polícia, mas para mandar um aviso para o Rui. O aviso de que ou você ia mandar no negócio dele ou ele também podia morrer", sinaliza. "O que é um recado que eu costumo mandar para qualquer um que atrapalhe os meus planos", conclui o chefe da facção.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!