Reportar erro
Pego de surpresa

Éramos Seis: Clotilde coloca a felicidade em risco ao confessar ter abandonado filho

Amor de Almeida pela solteirona será mais uma vez testado

Simone Spoladore
Clotilde confessa ter doado o filho em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo
Taty Bruzzi

Publicado em 20/02/2020 às 06:14:00

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Almeida (Ricardo Pereira) se separa de Natália (Marcela Jacobina) e procura por Clotilde (Simone Spoladore) a fim de se acertar com a irmã de Lola (Gloria Pires).

Será a própria dona de casa quem irá dar apoio ao vendedor de tecidos para que ele vá até Itapetininga se declarar. Para sua surpresa, a solteirona vai finalmente aceitar ficar com o amado.

Entretanto, o romance dos dois pode não ter o desfecho desejado por conta de um grande segredo.

A fim de jogar limpo com o funcionário de Assad (Wernner Schünemann), a tia de Alfredo (Nicolas Prattes) revela que deu o filho do casal para a adoção. Confira!

[VEJA-TAMBEM]

Clotilde volta para São Paulo com Almeida

Éramos Seis: Clotilde coloca a felicidade em risco ao confessar ter abandonado filho

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Lola encoraja Almeida a procurar por Clotilde e o vendedor de tecidos não pensa duas vezes antes de viajar para Itapetininha atrás do seu amor.

O funcionário de Assad estava casado com Natália, mas a tradutora arrumou um amante durante o período em que passou no Rio de Janeiro por causa da Revolução e ao retornar abriu o jogo e o relacionamento acabou.

O vendedor de tecidos vai até a casa da mãe de Alfredo (Nicolas Prattes) entregar uma carta de recomendação ao rapaz que acabou de voltar da Guerra e a doceira logo percebe sua tristeza.

A irmã de Olga (Maria Eduarda de Carvalho) convida Almeida para entar, mas ele se recusa alegando que precisa buscar os filhos que estão na casa de uma vizinha. Indagado, o comerciante confessa a separação.

"Eu realmente já manifestei várias vezes o meu pensamento sobre o senhor em relação a Clotilde. Mas talvez estivesse errada também. Devia ter incentivado a coragem. O tempo passou, casou-se de novo, mas a verdade é que... Não sei Não sei nem se tenho o direito de contar isso, mas a minha irmã nunca se esqueceu do senhor", dirá Lola.

"Também nunca me esqueci dela, dona Lola. Mas sei que a decepcionei demais. Tanto que ela nunca vai me perdoar. Meu consolo é que nem eu me perdoo", desabafará o trabalhador. "Clotilde não é fácil também. Mas se acredita que ainda possa fazê-la feliz... talvez a história de vocês não tenha terminado. Acredito que deve ter coragem de tentar", opina a irmã da costureira,

As palavras de Lola fazem Almeida se dar conta de que está na hora de se acertar com o grande amor da sua vida. Então, ele pega os filhos Rita (Noham Hadam) e Ernesto (João Vitor Manhães) e corre para o interior.

Almeida chega na casa de dona Maria (Denise Weinberg) quando Cotilde estiver sozinha depois que todos foram fazer um piquenique no parque. Ele bate na porta e a solteirona fica surpresa. "Argemiro? O que está fazendo aqui?", indaga.

"Clotilde, conhece minha história como ninguém. Tive dois casamentos desfeitos, só um válido perante a lei. Tenho dois filhos, Rita e Ernesto. O que ainda não sabe é que me separei da Natália", revela o vendedor.

"Este sou eu. Imperfeito, cheio de marcas da vida. Mas você é a melhor parte da minha história. Por isso, quero muito que me perdoe. E, de uma vez por todas, você faça parte do que eu sou", implora.

A apelação do ex-marido de Natalia dá certo e Clotilde concorda em jogar tudo ara o alto e assumir os sentimentos que tem pelo comerciante. Os dois vão voltar para São Paulo e viver juntos como marido e mulher.

A sequência vai ao ar no capítulo do dia 29 de fevereiro.

Clotilde confessa que teve filho e o abandonou

Éramos Seis: Clotilde coloca a felicidade em risco ao confessar ter abandonado filhoNos próximos capítulos de Éramos Seis, Clotilde perdoa Almeida e decide viver ao lado do amado. Entretanto, a moça vai viver um dilema em relação a Francisco.

A irmã de Lola perdeu a virgindade com o vendedor e acabou engravidando, mas escondeu a gestação de toda a família e principalmente do pai da criança.

Depois de pensar em se matar, abortar e até deixar o bebê na roda dos enjeitados, a moça acabou tendo a criança em uma estação de trem a caminho de Itapetininga.

Chegando lá, Clotilde pediu a Olga e Zeca (Eduardo Sterblitch) adotassem o menino e o casal concordou. Agora, ao fazer as pazes com Almeida, a irmã de Lola não sabe como contar ao comerciante que eles tiveram um bebê.

Antes de partir ao lado do amado, Clotilde garante a ruiva que manterá sua decisão deixando Francisco para ser criado como seu filho. "O Chiquinho vai continuar aqui. Onde escolhi que ele ficasse desde que nasceu", afirma a solteirona.

Porém, a distância da criança deixará a tia de Isabel (Giullia Buscacio) deprimida e sua tristeza despertará a curiosidade de Almeida que questiona sobre o que está deixando sua amada melancólica. "Desde que chegamos, vejo que está angustiada. Está arrependida de ter vindo?", indaga o vendedor.

"Não, mas espero que não me condene pelos meus feitos passados. Preciso falar. Não se começa uma história com mentiras e fatos ocultos. Nem se apagam sentimentos pegando um trem de uma cidade à outra. Fiz algo terrível. Só quero que saiba que agi acreditando estar fazendo o que era melhor, o certo. Mesmo agora", inicia a conversa.

"O que foi que fez? Fale! Lembre-se que estamos determinados a avançar. A tocar nossa vida para frente", alega o comerciante. "Temos um filho, Argemiro. Um filho Aquele bebê lindo que acaba de nascer e que sorri quando você pega no colo. Não é o caçula de Olga e Zeca. É nosso!", revela Clotilde.

A notícia cai como uma bomba na cabeça de Almeida e ele dispara contra a mulher. "Um filho? Por que não me contou nunca?, questionada. "Porque estava casado. E decidiu ficar com Natália, com os filhos que já tinha", se defende a moça.

Com lágrimas nos olhos, a tia de Alfredo implora pelo perdão do amado na esperança de que ele não a julgue. "A maneira que achei foi entregar o bebê para minha irmã. Eu me senti abandonada, tive medo de ser mãe solteira. Espero que não me odeie por ter feito o que fiz", apela.

"Não julgo, mas é terrível. Um filho meu com os outros", sinaliza o vendedor. "Já estava tudo acertado para mim. E então você chegou me prometendo uma vida, um lar, uma família, seus filhos. Mas como posso viver sem o meu bebê, sem o nosso bebê, Miro? Como posso?", lamenta Clotilde.

A sequência vai ao ar no capítulo do dia 5 de março.

Mais Notícias