De mãos atadas

Éramos Seis: Natália enfrenta Clotilde e Mabel arma contra Inês

Almeida e Carlos são vítimas de mulheres ciumentas em Éramos Seis

Éramos Seis: Natália enfrenta Clotilde e Mabel arma contra Inês
Mabel inventa doença para segurar Carlos em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo

Publicado em 11/12/2019 às 06:59:00

Por: Taty Bruzzi

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, duas mulheres vão mostrar que não estão para brincadeiras e lutar pelos homens que amam. Uma delas é Natália (Marcela Jacobina), que pressente a traição de Almeida (Ricardo Pereira).

O vendedor será flagrado pela mulher conversando com Clotilde (Simone Spoladore) e por medo de um escândalo acaba desprezando a irmã da Lola (Gloria Pires), que fica arrasada.

Já Mabel (Carla Nines) não gostou nada de saber que Inês (Carol Macedo) está de volta e ainda exerce forte influência em Carlos (Danilo Mesquita). Então, a namorada do estudante de medicina vai usar de artifícios nada convencionais para evitar que o rapaz a abandone e volte com seu amor do passado. Confira!

Natália flagra Almeida com Clotilde e solteirona leva a pior

Assim que se conheceram, Almeida e Clotilde sentiram algo forte um pelo outro. Só que quando a moça descobriu que o vendedor já tinha sido casado, terminou tudo com ele por medo de ficar falada na sociedade.

Desde então, 10 anos se passaram e a irmã da Lola continua apaixonada. Já o funcionário do Assad (Werner Schünemann) refez sua vida com Natalia mesmo gostando da tia do Alfredo (Nicolas Prattes).

Entretanto, sempre que os dois se encontram fica difícil disfarçar o sentimento que um ainda nutre pelo outro. Nos próximos capítulos de Éramos Seis, a solteirona vai se dar conta de que não consegue mais negar este amor e procurar pelo rapaz.

Desconfiada de que o marido possa estar pensando em deixá-la, Natália arruma um jeito de evitar a saída dele e Almeida acaba dando um bolo em Clotilde, que fica arrasada.

Tempo depois, ele descobre que a tia do Carlos só tem saído de casa para ir à igreja e vai atrás dela. Os dois conversam, ele explica sua ausência no encontro e ela afirma ter sido melhor assim.

Porém, Almeida sugere que os dois passem a se encontrar na loja de tecidos apenas como amigos, para trocarem idéias, colocarem a conversa em dia, e a irmã da Lola acaba concordando.

E será justamente durante um desses encontros que Natália dará uma incerta no marido e vai acabar sobrando para Clotilde. Com medo da reação da mulher, Almeida despreza a doceira que se sentirá humilhada.

“Julinho [André Luiz Frambach] me disse que estaria aqui. E fiz questão de trazer essa provinha especial. Fatias douradas, lembra?”, indaga a tia do jovem para seu amado enquanto lhe dá uma prova do doce que fez.

“O doce não deixa a dever ao de sua mãe. Esplêndido, tem mãos de fada”, elogia Almeida. “Argemiro, digo, Almeida… Vou acabar acreditando”, responde a moça enquanto sorri para o vendedor.

De repente, Natália adentra a loja de tecidos e mesmo sem saber que a moça com o pote de doces nas mãos é Clotilde, percebe que algo está acontecendo e questiona o marido. “Almeida! Mas posso saber o que significa isso? Quem é essa?”, aponta o dedo.

O comerciante tenta acalmá-la e alega que ali é o seu local de trabalho, mas a moça não se deixa intimidar e cobra mais uma vez explicações do marido. “Contenha-se você! Quem é ela?”, torna a perguntar.

Envergonhado, o colega de trabalho do falecido Júlio (Antonio Calloni) inventa uma desculpa e acaba ofendendo Clotilde. “Não é ninguém, é só uma freguesa", alega Almeida.

Clotilde abaixa a cabeça e sai da loja com os olhos marejados enquanto o vendedor disfarça mais uma vez. “Volte sempre, madame”, grita Almeida. “Volte, mas volte para comprar, não para se oferecer. Que papel! Dos dois. Desavergonhada”, esbraveja Natália.

A cena vai ao ar no capítulo do dia 19 de dezembro.

Mabel faz chantagem emocional para segurar Carlos

Carlos passou a vida toda apaixonado por Inês. Depois que a menina foi embora, de São Paulo, levou 10 anos para ele decidir apagá-la da sua memória e seguir em frente com sua vida.

Por ironia destino, quando ele começou a namorar Mabel, a filha do Afonso (Cássio Gabus Mendes) retornou para a casa do pai adotivo disposta a se acertar com o estudante, mas desistiu quando viu que ele já tem outra.

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Carlos vai ficar sabendo que Inês está de volta e ficar mexido com a presença da moça na cidade. Mabel logo percebe a mudança no comportamento do namorado.

Em um primeiro momento, ela acredita ser por causa dos estudos e das responsabilidades que ele herdou depois que o pai morreu. Porém, quando a moça souber que o fantasma da Inês ainda ronda a cabeça do rapaz, irá fazer de tudo para neutralizá-la.

“A vida me pregou uma peça, das boas. E agora não sei mais o que fazer”, dirá Carlos a Marcelo (Guilherme Ferraz), seu amigo e confidente. O filho da Lola cogita terminar o romance com Mabel e a chama para conversar.

“Desculpe, eu ando em falta. Não estou agindo bem com você. Acho que precisamos conversar, Mabel. Eu preciso lhe falar”, adianta o estudante de medicina para a filha de Josias (Isaac Bernat).

Ardilosa, a ruivinha começa a chorar antes mesmo que ele termine a frase e Carlos tenta consolá-la. “Olha, não fica assim. Não quero lhe fazer chorar. Me perdoa”, dirá o rapaz.

Desconfiada de que Carlos quer terminar tudo com ela, Mabel vai inventar uma mentira só para prender o namorado. A ruivinha afirma estar abalada porque seu pai está condenado à morte.

“Ah, também estou aflita para lhe falar. Não precisa pedir perdão por andar sumido, está atarefado, eu entendo. Não choro por você. É que meu pai está doente”, diz enquanto se apóia no ombro do namorado.

“É uma doença silenciosa. Eu estou com muito medo. Me ajuda”, suplica Mabel. A declaração da moça deixa o primogênito da família Lemos completamente desarmado.

A cena vai ao ar no capítulo do dia 18 de dezembro.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!