Nova empreendedora

Éramos Seis: Lola herda dívida milionária, dribla a crise e se torna microempresária

Dona de casa arregaça as mangas e começa a trabalhar em Éramos Seis

Éramos Seis: Lola herda dívida milionária, dribla a crise e se torna microempresária
Lola encontra um jeito de ganhar dinheiro em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo

Publicado em 03/12/2019 às 06:49:00

Por: Taty Bruzzi

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Lola (Glória Pires) leva um susto ao descobrir que Júlio (Antonio Calloni) havia feito um empréstimo altíssimo. Com sua morte, a viúva é quem terá de quitar a dívida. 

Ao invés de se entregar à tristeza, a dona de casa arregaça as mangas e arruma um jeito de ganhar dinheiro. Mas ela não vai estar sozinha. A mãe do Alfredo (Nicolas Prattes) vai contar com a ajuda da irmã, Clotilde (Simone Spoladore) e o incentivo dos amigos e vizinhos em seu novo empreendimento. Confira! 

Credor aparece para cobrar dívida de Júlio e deixa Lola desesperada

A morte inesperada de Júlio vai afetar toda a família. Paa garantir o sustento da casa, Carlos (Danilo Mesquita) decide largar a faculdade de medicina e trabalhar. Julinho (André Luiz Frambach) consegue a vaga que antes era do pai e até Alfredo seguirá o exemplo dos irmãos e arruma um emprego. 

Já Lola terá que se virá para quitar uma dívida deixada pelo marido. A viúva descobre que o comerciante havia feito um empréstimo e a notícia cai como uma bomba sobre sua cabeça depois que o credor bater na sua porta. 

“Me chamo Elias [Brenno Leone), sou sócio do Assad [Werner Schünemann]. Sei que estou trazendo um inconveniente. Mas eu não incomodaria se tivesse outra opção”, se justifica para Lola o mesmo rapaz que no passado traiu seu marido enquanto firmava sociedade com o turco.

A matriarca da família escuta atenciosamente o que o homem tem a dizer. “É que Júlio, há um tempo atrás, me pediu uma quantia emprestada. Tenho a letra aqui comigo”, avisa. 

Assim que lê o papel, Lola se desespera. “Uma dívida, Meu Deus! Trezentos mil réis”, grita Lola enquanto leva as mãos sobre o rosto. Carlos se aproxima e pede para analisar o documento, pois suspeita de fraude. 

“Está tudo devidamente assinado, pode ver. Sinto muito, mas agora que o Júlio se foi, não tenho outro jeito senão procurar a família”, tenta amenizar. Infelizmente, a viúva do Júlio reconhece a assinatura do marido. 

A dona de casa respira fundo e implora por um prazo para que ela possa quitar a dívida deixada pelo companheiro. Elias concorda. “Entendo, mas vou ficar à espera. Dívidas são feitas para serem pagas”, pontua. 

“Vamos nos organizar o mais rápido possível. Dou notícias, seu Elias. Boa noite", responde Lola enquanto sinaliza para que Durvalina (Virgínia Rosa) acompanhe o mercador até a porta. 

Depois que o homem sai, Lola caminha até a sala, se vira para a irmã e o filho mais velho e se desespera com mais este problema para resolver. “E agora, o que mais pode desabar sobre minha cabeça?”, questiona. 

A cena vai ao ar no capítulo do dia 9 de dezembro.

Lola vende doces na rua para quitar dívida deixada pelo marido

Sem dinheiro até para colocar o básico dentro de casa, Lola ainda será pega de surpresa com a notícia de que antes de morrer Júlio fez um empréstimo no valor de 300 mil réis e agora é ela quem terá que pagar. 

“Foi um golpe inesperado. Preciso de algum tempo para ver como vamos pagar”, implora ao credor. A Lola Para complicar ainda mais, Lola não se conforma com o fato de Carlos ter decidido abandonar os estudos para trabalhar. 

“Eu vou insistir até o fim, não quero que ele abandone a faculdade”, lamenta com Clotilde. É aí que a solteirona sugere que a irmã siga o exemplo da mãe, dona Maria (Denise Weinberg). “Vamos fazer doces e vender, fazer propaganda. Temos as receitas”, diz. 

“Parece uma boa ideia, sim, vamos tentar. Eu tenho que ter forças para acreditar”, ressalta Lola que contará com a ajuda dos amigos e vizinhos. A mãe do Alfredo conta a novidade para Genu (Kelzy Ecard).

A vizinha fofoqueira logo se prontifica a fazer propaganda para a amiga. "A Clotilde deu a ideia de fazermos doces para fora. Mas precisamos de encomendas, a senhora pode ajudar?”, indaga a matriarca. 

“Ora se posso! Ninguém faz um boca a boca melhor que eu. Espalho a novidade aos quatro ventos”, concorda a amiga da Lola. “Disso não tem quem duvide”, brinca Durvalina chamando a atenção para a fama da vizinha. 

A outra ajuda virá de Afonso (Cássio Gabus Mendes), amigo fiel da família Lemos. O dono da mercearia dá a ideia de “Estou com uma ideia de colocar um cartaz no armazém anunciando os doces dela, o que acha?”, indaga o pai da Inês (Carol Macedo). 

“O armazém é um entra e sai de gente. Posso fazer o cartaz, se quiser”, se prontifica a enfermeira que já estará de volta à São Paulo depois de abandonar os pais biológicos para morar com o pai adotivo. “Doces finos da melhor qualidade… Será que vai funcionar?”, sugere como slogan. 

Passados alguns dias, Lola se surpreende com o recebimento de uma grande encomenda. “A maré começou a virar, dona Lola. Para o lado bom. Um sujeito bem apessoado apareceu na venda e procurou saber dos doces. Quer fazer uma encomenda caprichada, das grandes”, anuncia Afonso. 

“Não acredito. Uma encomenda grande?”, se assusta Lola. O pedido será para uma grande festa de casamento, com bolo e mil docinhos finos. Com o valor cobrado, a dona de casa irá quitar o empréstimo do marido. 

A sequência vai ao ar no capítulo do dia 10 de dezembro.



Melhores do Ano NaTelinha 2019: Vote e eleja os destaques do ano na televisão!


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!