Exclusivo

Glamour Garcia, a Britney de A Dona do Pedaço: “Ser trans é ser vítima de preconceito”

Glamour Garcia aprova final da Britney e confessa ter sofrido preconceito como sua personagem

Glamour Garcia, a Britney de A Dona do Pedaço: “Ser trans é ser vítima de preconceito”
Glamour Garcia fez sucesso como Britney em A Dona do Pedaço - Divulgação/TV Globo

Publicado em 22/11/2019 às 07:25:00 ,
atualizado em 22/11/2019 às 09:19:23

Por: Taty Bruzzi

Intérprete de Britney em A Dona do Pedaço, que chega ao fim na noite desta sexta-feira (22) na Globo, Glamour Garcia comemora o sucesso da novela e a boa fase na carreira, sem esquecer das dificuldades que enfrentou por ser transexual. “Ser trans é ser vítima de preconceito durante muito tempo”, disse em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Sobre a trama escrita por Walcyr Carrasco, a atriz confessou estar muito feliz em ter feito parte de um projeto que considera o melhor da sua vida. 

A artista também se diz contente com o desfecho da personagem que termina a trama casada com Abel (Pedro Carvalho). “Eu amei o final da Britney! Eu acho que não poderia ter um final mais lindo para uma personagem tão especial quanto esta”, aplaude.

“Final lindo, maravilhoso, porque não só vai ao encontro do desejo de todos nós como público, como artista, mas também vai de encontro a um sonho de amor, sonho de paixão, um sonho de vida, de entrega. Tem muito a ver comigo, e o quanto eu torci para que essa personagem realmente ficasse com o Abel e fosse feliz”, vibra. 

Até o desfecho, a irmã do Rock (Caio Castro) passou por muito sofrimento. No trabalho, foi vítima de assédio moral depois que a Fabiana (Nathalia Dill) assumiu o comando da fábrica de Bolos da Paz. 

Na opinião da Glamour, o autor foi um gênio ao abordar o tema. “O Walcyr [Carrasco] fez de uma forma literária, dramatúrgica. Ele realmente abordou assuntos com temática trabalhista, familiar e de relacionamento amoroso... Que são temáticas polêmicas e, às vezes, causadoras de sofrimento”, relata.

“Ele trouxe isso de uma forma didática para os brasileiros, fazendo entender o quanto isso precisa ser mudado, precisa ser abordado, precisa ser vivido pela sociedade, absorvido... As pessoas trans têm direitos de trabalho, de vida e de relacionamento”, complementa. 

Nem mesmo o relacionamento com Abel foi um mar de rosas. O confeiteiro se interessou pela contadora assim que a viu, mas se sentiu traído depois de descobrir que ela era uma mulher trans e terminou o relacionamento. 

Assim como sua personagem, a atriz confessa já ter sofrido decepções amorosas e preconceito. “Ser trans é ser vítima de preconceito durante muito tempo até você conseguir começar a se empoderar”, avalia. “A sociedade é muito preconceituosa. Então, você vai esbarrando em vários tipos de situações corriqueiras”, aponta.  

Glamour conta que tudo mudou na juventude. Ao identificar pequenas situações de violência, ela percebeu que precisava se proteger, se defender. “Eu torço pelo momento em que as pessoas não vão mais precisar passar por esse tipo de situação. Coisas pequenas, quando as pessoas tentam mostrar que a gente é inferior, sendo que não somos”, diz.

Já sobre os desentendimentos da Britney com Abel na trama, a atriz assume ter passado por situação semelhante a da sua personagem. “No passado, eu já vivi situações como esta de desejo e repulsa”, revela. 

A artista acredita ser uma questão da própria sociedade. “As pessoas têm dificuldades de aceitar porque é uma questão cultural. A gente está submerso nessa realidade e, às vezes, até mesmo nós, pessoas trans, reproduzimos isso”, analisa. 

“Eu já passei por situações de transfobia de pessoas muito próximas, não só de relacionamentos. E conforme o tempo passa, eu como uma mulher muito posicionada nesse sentido, vou tentando eliminar não só o meu como o comportamento das pessoas a minha volta. Que refletem transfobia, preconceito”, complementa. 

Glamour diz ter se tornado uma celebridade e adianta projetos futuros

A respeito da sua participação na novela, Glamour Garcia conta que foi difícil segurar a ansiedade. Ela já havia feito testes, mas só teve a confirmação em janeiro. Hoje, com o sucesso e a boa repercussão da Britney, só tem motivos para comemorar e agradecer. 

“Significou uma mudança total de vida. Como profissional, significou um momento muito lindo”, reconhece. “Eu pude me debruçar nessa personagem, criá-la, vê-la não só nascer, mas se desenvolver”, aponta.

A atriz se sente grata também pela oportunidade de estar ao redor de colegas tão especiais e que contribuíram para que ela se tornasse uma pessoa, uma artista, melhor. “Eu acho que aí está uma grande mudança mesmo. Entre quem eu era antes e quem eu sou agora. Uma artista bem mais solidária, caridosa, justamente pelas pessoas que me acolheram”, afirma. 

Glamour reconhece que com o sucesso da Britney ela se tornou ainda mais conhecida e a vida de celebridade é muito corrida. Entretanto, seu namoro não chegou a ser afetado e a relação com o publico é a melhor possível. 

“Afetar eu não sei, mas muda, né? Ele [Gustavo Dagnese] recebeu super bem, afinal de contas a gente estava se preparando para isso. Claro que o baque da realidade é muito diferente, mas acho que a parte do susto maior já passou”, pondera.  

“Eu só tenho posições positivas do público em relação a personagem, a minha carreira, a esse momento que estou vivendo na minha trajetória. Nem tenho o que dizer”, confessa. “Estamos, eu e o Gustavo, colhendo amor e carinho do público, da mídia, da própria Globo, dos nossos parceiros de trabalho. Está sendo incrível”, avalia. 

A atriz conclui a conversa adiantando que irá estrear nos palcos em breve, já no primeiro semestre de 2020, em São Paulo. “Eu acho que esse é o momento ideal para voltar. Com força, garra, fé... O palco foi onde nasceu minha carreira, minha trajetória como atriz. É onde eu me sinto completa. Estou com muita saudade!”, finaliza.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!