Reta final

Márcio fica entre a vida e a morte e Kim tem seu grande mistério revelado em A Dona do Pedaço

A agente de Vivi passará por maus bocados nos últimos capítulos da trama

Márcio fica entre a vida e a morte e Kim tem seu grande mistério revelado em A Dona do Pedaço
Divulgação/ TV Globo

Publicado em 01/11/2019 às 06:56:00

Por: Laís Lubrani

Desde o início de A Dona do Pedaço, Kim (Monica Iozzi) se manteve muito misteriosa quanto às suas coisas pessoais, em especial ao seu nome verdadeiro. O nome real da agente de Vivi Guedes (Paolla Oliveira) será revelado no momento em que for chamada para depôr no julgamento de Josiane (Ágatha Moreira).

Além disso, será protagonista de uma briga entre Paixão (Duda Nagle) e Márcio (Anderson Di Rizzi) no dia de seu casamento.

A loira ainda será bastante ofendida por Camilo (Lee Taylor).

Churrasco sem diamante

O jantar de noivado entre Kim e Paixão não será nada romântico. O boxeador levará a loira para uma churrascaria bem simples.

Lá, ele oferecerá costela para que a agente coma: "é um pouco demais, honey. Eu não sou mulher que come costela. Isso me define".

O puglista ainda pedirá para que o garçom traga corações de frango: "Me sinto a filha de Drácula, querendo comer corações", dirá a loira.

Mesmo que ela não concorde, ele dirá que sente-se romântico: "Coração é coração. Toma, espeta o dedo aí", aconselhará, pegando o anel de noivado e colocando no dedo da agente.

"Essa pedra... É um diamante? Tem certificado?" dirá a agente de Vivi. A resposta não agradará nada a loira: "Diamante, diamante não é. Empatei minha última luta, meu prêmio não é tão alto assim. Digamos que é um parente do diamante".

De volta ao apartamento, a loira mostrará que o relacionamento azedou e que não quer passar a noite com ele. Apesar do boxeador dizer que ele deu um anel de noivado, ela estará firme: "Diamante falso. Jamais esperei ficar noiva com um diamante falso. Estou chocada até agora".

Paixão alegará que depois dará uma aliança melhor. Kim perguntará se seria de ouro: "Se for de ouro, vai ser bem fininha essa aliança".

A ex de Márcio se irritará de vez: "Faça uma gentileza, darling: vá embora. Senti uma súbita dor de cabeça, pontadas. Só preciso ficar sozinha. Aproveite e tome um banho, está todo engordurado com o rodízio, já que comeu com a mão".

Quando o noivo sair do local, o público verá ela reclamar do anel: "Diamante falso. Eu não sou mulher de ganhar diamante falso".

As cenas irão ao ar em 4 de novembro.

Cleonice, who?

O público - e os personagens presentes no tribunal, em cena que vai ao ar a partir de 11 de novembro - verá o juiz chamar Cleonice da Silva para contar o que sobre sobre a ré. O nome será desconhecido para todos, que aguardarão a mulher apresentar-se.

A loira então se sentará na cadeira de testemunhas e se justificará: "Eu fui batizada como Cleonice, já perdoei meus pais por esse nome. Mas, a todos os presentes, sou conhecida como Kim".

O promotor então iniciará a conversa relatando a todos o vínculo que a agente e a ré tiveram, enquanto ela cuidava das redes sociais de Josiane.

A filha de Maria da Paz não irá se conter ao longo do depoimento: "Ela me deu um golpe, disse que eu ia explodir na internet. Quando eu fiquei sem dinheiro, ela largou das minhas redes", acusará a assassina.

Kim, é claro, se justificará: "Ela era péssima, tinha explosões de raiva, inveja da Vivi... Disse que eu me dedicava mais a Vivi. O fato é que tentamos, mas ela não tinha talento. Quando acabou o dinheiro, acabou a carreira".

Ao ser questionada sobre suas impressões a respeito da acusada com Téo, ela será bem sincera. É então que Tibério (Vandré Silveira), advogado de Josiane, fará com que o depoimento da loira perca o crédito.

O defensor dirá: "Inventa sobre a vida da ré como inventou seu próprio nome. Mas seu nome é Cleonice. Se nem fala seu nome de verdade, como quer que o tribunal e o júri possam acreditar numa palavra do que diz? Mente o nome! Mente tudo".

A personagem de Monica Iozzi se irritará muito e sairá da audiência soltando fogo pelas ventas. Kim então se encontrará com Márcio que perguntará sobre seu nome de batismo: "Prefiro ser torturada a voltar a falar sobre isso", rebaterá.

Piranha, eu?


Kim, que já decidiu casar-se com Paixão, se mostrará um pouco em dúvida nos capítulos seguintes da trama.

A agente visitará Vivi Guedes, a fim de convidar a amiga para ser sua madrinha e a filha de Beatriz (Natália do Vale) perguntará: "Já decidiu quem vai ser o noivo?"

Camilo, que estará presente durante a conversa, ficará indignado com a pergunta da esposa: "O quê? Não sabe com quem vai se casar? É esse o tipo de amiga que tem?"

A loira perguntará que tipo de pessoa o investigador acha que ela é, e Camilo responderá com o adjetivo amoral. Vivi tentará explicar: "A Kim era louca pelo Márcio, mas aí surgiu o Paixão, boxeador. Tá entre um e outro".

Berta (Ana Lúcia Torre) também estará assustada com a história: "Mas marcou casamento com um e pensa no outro?" A agente se justificará: "Esse é o problema, vou às estrelas com os dois".

Ela completará: "Fico balançada cada vez que encontro um. Como hoje, passei a noite com o Márcio, mas depois vou me encontrar com o Paixão. Acredito que quando casar, talvez tome uma decisão".

O talvez da frase de Kim deixará Camilo ainda mais zangado: "Perdoe-me, quando eu disse a palavra amoral estava errado, me arrependi. A palavra certa é piranha", continuará ele.

Ele será incisivo: "Uma mulher como você é uma piranha assumida. Você é péssima influência para a Vivi. Precisamos falar sobre ela, Vivi".

É claro que isso irá gerar um mal-estar entre os presentes e Camilo então decidirá sobre o convite feito à esposa: "A vivi não aceita ser sua madrinha. eu muito menos, ser seu padrinho".

Kim justificará que não convidaria o investigador para ser o padrinho da cerimônia e se mostrará ofendida: "Não gostou? Vai embora", expulsará o parceiro de Yohana (Monique Alfradique).

Ao final da cena, prevista para ir ao ar em 13 de novembro, Camilo dará uma ordem à esposa: "Não devia ser amiga dessa mulher. De agora em diante, eu vou fazer um filtro nas suas amizades".

Casamento. Só que não.

Se Kim soubesse o desfecho de sua cerimônia, teria evitado ser ofendida pelo policial.

A partir de 15 de novembro, o público verá a agente subir ao altar, mas Márcio, indignado com a união da ex, irá à igreja bem na hora do sim da loira: "Não responda sim. você não vai casar com esse boxeador, Kim, vai casar comigo".

Ele levará flores e se aproximará do altar: "Tá flertando com o perigo, cara?", dirá o boxeador.

O diretor da Bolos da Paz irá ignorar o noivo: "Eu e você, Kim, sempre nos demos bem. Esse cara entrou aí só pra atrapalhar. Vem comigo, desiste desse casamento", dirá, puxando a loira pelo braço.

Em determinado momento, ela será puxada por ambos e o boxeador ordenará que Márcio deixe ela em paz e ele se negará: "Não quer ir andando? Vai voando".

Logo em seguida, ele dará uma surra no rival que cairá desmaiado e será levado ao hospital desmaiado.

Paixão pedirá para que o padre continue o matrimônio, mas será impedido pela noiva: "Pode parar, padre. Pode parar. Não caso com nenhum dos dois, não caso mais. Out. Fora. Estou fora. Casamento, never!", berrará Kim, fugindo do local.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!