Reportar erro
Quem matou?

Cinco revelações bombásticas que levaram o brasileiro para a frente da TV

Tramas brasileiras são recheadas de mistérios que param o Brasil no dia da revelação

odete-rotman-globo_f9dd840eb57a57e9e1c90518692c7ccd87b593bf.jpeg
Odete Roitman foi assassinada em "Vale Tudo". Mistério parou o Brasil. Foto: Divulgação
Naian Lucas

Publicado em 29/08/2019 às 04:57:35

Se existe uma coisa que costuma segurar a audiência das telenovelas são os grandes segredos. E nas tramas brasileiras, muitas revelações literalmente pararam o Brasil para que o público descobrisse algum mistério criado pelas produções.

Em praticamente toda história de suspense há um grande segredo que atrai os olhos do telespectador. Por conta disso, o NaTelinha montou esta lista para relembrar as cinco revelações bombásticas da dramaturgia brasileira.

Confira:

Quem matou Odete Roitman

Cinco revelações bombásticas que levaram o brasileiro para a frente da TV

A pergunta que parou o Brasil no final dos anos 80. A novela de Gilberto Braga, Leonor Bàsseres e Aguinaldo Silva, “Vale Tudo” (1989) foi um fenômeno de audiência e a morte de Odete Roitman (Beatriz Segal) caiu na boca do povo.

O sucesso do mistério foi tanto que fez com que a Globo fizesse até promoções para o público tentasse descobrir a identidade do assassino. No fim, coube a Leila (Cássia Kis) o papel de ser a assassina da megera.

Quem é A Próxima Vítima

Cinco revelações bombásticas que levaram o brasileiro para a frente da TV

Silvio de Abreu virou do avesso as tramas policiais das novelas ao modificar o já conhecido “Quem matou”. Em “A Próxima Vítima” (1995), o público não se interessava apenas em saber quem era o assassino, mas também quem seria a próxima vítima a morrer pelas mãos do vilão.

E o telespectador tinha uma pista e tanto, sempre que o opala preto aparecia, alguém iria morrer logo em seguida na novela. No último capítulo, coube revelar que o criminoso era Adalberto Vasconcelos (Cecil Thiré).

Quem é o Cadeirudo

Cinco revelações bombásticas que levaram o brasileiro para a frente da TV

Um dos grandes mistérios das novelas nos anos 90 foi a identidade do cadeirudo. Um ser que ninguém sabia ao certo se era homem ou bicho e que tinha um andado estranho e tentava assediar as mulheres de Greenville em “A Indomada” (1997).

O último capítulo foi utilizado pelo autor Aguinaldo Silva para a revelação do grande mistério. A primeira parte da bomba mostrava que se tratava do Deputado Pitágoras (Ary Fontoura), mas haviam dois deputados capturados. Foi aí que, numa virada, se descobriu que um estava usando máscara e o verdadeiro cadeirudo era a beata Lurdes Maria (Sônia de Paula).

Quem matou Lineu Vasconcelos

Cinco revelações bombásticas que levaram o brasileiro para a frente da TV

A segunda imersão no mesmo tema por parte do autor Gilberto Braga também fez o Brasil parar para acompanhar a reta final de “Celebridade” (2003). O assassinato de Lineu Vasconcelos (Hugo Carvana) não foi na reta final da novela, como em “Vale Tudo”, mas a revelação do último capítulo foi vista por milhões de brasileiros ansiosos.

Por fim, diferente do que aconteceu na trama dos anos 80, Gilberto Braga entregou uma resposta mais conservadora e a assassina do empresário era a vilã Laura (Cláudia Abreu), que acabou confessando tudo minutos antes de morrer.

Quem está dizendo a verdade

Cinco revelações bombásticas que levaram o brasileiro para a frente da TV

Se “A Próxima Vítima” inaugurou um modelo de tramas policiais, mais de dez anos depois, “A Favorita” (2008) experimentou outro estilo. Como dizia o teaser da novela “duas mulheres, duas versões de uma mesma história, quem está dizendo a verdade?”

Por mais de cinqüenta capítulos o público ficou dividido sem saber quem tinha matado Marcelo (Flávio Tolezani), se Flora (Patrícia Pilar) ou Donatela (Cláudia Raia). No capítulo 56, o autor João Emanuel Carneiro reservou uma grande revelação de que Flora era a culpada e nascia ali uma vilã emblemática dos últimos anos.

Mais Notícias