Reportar erro
Verão 90

Por que Dira Paes e Cláudia Raia não poderiam fazer o filme "Patotinha Mágica"

Novela referenciou atrizes ao falar do filme que contava a história do grupo

Tela dividida com Cláudia Raia em "Torre de Babel" e Dira Paes em "Dona Flora e Seus Dois Maridos"
Cláudia Raia e Dira Paes estavam muito ocupadas em 1998. Foto: Reprodução
Naian Lucas

Publicado em 26/07/2019 às 11:11:05

"Verão 90" exibiu em seu penúltimo capítulo a sequência de preparação e do lançamento do filme "Patotinha Mágica", que contou a história de João e Jerônimo Guerreiro e de Manuzita. As autoras Izabel de Oliveira de Paula Amaral decidiram homenagear as atrizes Cláudia Raia e Dira Paes ao colocar em cena que Lidiane e Janaína seriam interpretadas por ambas as atrizes no cinema, as mesmas que dão vida às personagens na novela.

A homenagem aconteceu, mas na vida real seria praticamente impossível que elas participassem do filme.

No mesmo capítulo, Jerônimo (Jesuíta Barbosa) saiu da cadeia em 1997 e passou um tempo trabalhando com a mãe. Algum tempo depois, ele procurou João (Rafa Vitti) e Manuzita (Isabelle Drummond) para propor a parceria na produção do filme dos Patotinhas. Com isso, a produção só poderia ter sido lançado no ano seguinte, em 1998.

Num dos testes para o trio principal, foi ao ar a cena em que Lidiane está acompanhando tudo ao lado de Janaína e comenta frustrada: "Escolheram a Cláudia Raia para ser eu no cinema. Não sei por que eu não posso me interpretar, sou muito mais interessante que ela". Janaína ri e comemora o fato de que sua personagem será vivida pela atriz Dira Paes.

Por que Dira Paes e Cláudia Raia não poderiam fazer o filme \"Patotinha Mágica\"

Mas em 1998, Dira Paes e Cláudia Raia estavam envolvidas em projetos de televisão que, quase sempre, impede qualquer possibilidade de se rodar um longa-metragem.

Na ocasião, Raia dava vida a Ângela Vidal na novela de Silvio de Abreu, "Torre de Babel". A personagem se apaixona por Henrique (Edson Celulari) e provoca as maiores armações na trama. No final, após ser encurralada, ela sequestra uma criança, mas entrega a criança e se joga de um prédio.

Já Dira Paes esteve envolvida na minissérie "Dona Flor e seus Dois Maridos". Na história de Dias Gomes, que adaptou o livro de Jorge Amado, ela deu vida a personagem Celeste. Vale lembrar que, ao contrário de Cláudia Raia, Dira ainda estava construindo sua carreira e não era um rosto conhecido.

Ainda que a intenção da dupla de autoras tenha sido apenas homenagear as atrizes da novela, a curiosidade mostra apenas a impossibilidade real de Dira Paes e Cláudia Raia terem feito "A Patotinha Mágica".

Mais Notícias