Veja o que vem por aí

Josiane traidora, tiro e morte: Maria da Paz entra no inferno astral em "A Dona do Pedaço"

Maria da Paz descobre que a filha é amante de Régis

Josiane traidora, tiro e morte: Maria da Paz entra no inferno astral em
Maria da Paz descobre traição da filha - Reprodução/TV Globo

Publicado em 23/07/2019 às 05:40:00 ,
atualizado em 23/07/2019 às 09:39:34

Por: Taty Bruzzi

A casa vai cair sobre Maria da Paz (Juliana Paes). Nos próximos capítulos de “A Dona do Pedaço”, a heroína interpretada por Juliana Paes irá descobrir que Josiane (Agatha Moreira) não é o anjo de candura como ela imaginava. 

Com a ajuda de Rock (Caio Castro), a máscara da patricinha vai cair. Além disso, a boleira se colocará na mira de um revólver para defender Amadeu (Marcos Palmeira) e vai reconhecer Fabiana (Nathalia Dill).

Confira o que vem por aí!

Desmascarada por Rock, Josiane fica sozinha e na penúria

Josiane não vai conseguir manter a imagem de boa moça por muito tempo. Nos próximos capítulos de “A Dona do Pedaço”, a patricinha cai em uma cilada armado por Rock (Caio Castro) com a ajuda de Téo (Rainer Cadete) e Zé Hélio (Bruno Brevan). Desde que o boxeador foi acusado por Maria de Paz de ter roubado as joias da empresária que o rapaz jurou se vingar da filha da boleira, pois tem certeza de que foi ela quem passou a perna na mãe.

Desconfiado de que o namoro dela com Téo (Rainer Cadete) é de mentira, o namorado da Fabiana (Nathalia Dill) começa a investigar. Por outro lado, o fotógrafo não aguenta mais as desculpas da blogueira. Com a ajuda do irmão do Rock, ele inventa que precisa trocar a rede de Wi-Fi do estúdio e, assim, eles instalam um aplicativo espião no celular da Influencer Digital para rastrear suas conversas. A partir daí, todas as mensagens enviadas e recebidas por Jô são copiadas para o celular do lutador de boxe. Desta forma, o atleta descobre que a jovem é amante do Régis (Reynaldo Gianechini).

Rock fica chocado: “É isso que ela escondia o tempo todo. Eu não quero acreditar... mas essa mensagem aqui... Mais essa... Só pode ser. “Nunca pensei que a Josiane fosse tão baixa”, se escandaliza. O pugilista revela o que descobri para o irmão, Zé Hélio, e avisa que a Maria a Paz precisa saber da traição da filha com o padrasto. Então, o protegido de Agno (Malvino Salvador) procura a mãe da vilã, mas a empresária se nega a ler as mensagens e, ainda, lhe dá um tapa n cara. Espumando de ódio, Rock conta tudo para Téo.

“A Josiane tem um caso com o Régis. Ela te usou, cara. Por isso dizia que tinha problema sexual... Pra ter um namorado de fachada e nunca ninguém suspeitar do caso dela com o Régis”, entrega a moça.

“Com essa informação, eu vasculhei as redes sociais dela. Ela já conhecia o Régis bem antes do casamento com a Maria da Paz”, complementa Zé Hélio.

Nesta hora, Téo dá uma olhada nas mensagens e fica estarrecido. “O recado é imundo, eu amava a Jô... Acreditei que ela tinha problema... Como eu faço para me vingar”, pede conselho.

Assim, Téo decide desmascarar a namorada para a mãe: “A Jô me enganou o tempo todo. Você vai saber de toda a história”, ameaça o fotógrafo minutos antes de começar a passar mal e ir parar na emergência de um hospital. Sem saber da verdade, Maria da Paz vai para casa desconfiada. A empresária não consegue dormir tranquila, acorda no meio da noite e percebe eu Régis não está no quarto. Ela vaga pela casa até que flagra o marido transando com a filha. A sequência irá ao ar dia 15/08.  

Maria da Paz tenta uma trégua e se vê diante da morte outra vez

Cansada da briga entre os Ramirez e Matheus, Maria da Paz propões novamente uma trégua entre as famílias inimigas e Amadeu concorda em ajudá-la. Os dois reúnem os parentes que ainda estão vivos para uma conversa definitiva na fábrica de bolos da Paz.

Amadeu e o sobrinho Rael (Rafael Queiroz) estarão representando os Matheus, enquanto que a empresária, sua mãe, Evelina (Nívea Maria), e os primos Chiclete (Sergio Guizé), Mão Santa (Guilherme Leican) e Adão (César Ferrário), representam os Ramirez. O combinado era para que todos deixassem suas armas em cima de uma mesa enquanto conversavam sobre o tratado de paz, mas Adão pega um dos revólveres sem que ninguém perceba e aponta na direção de Amadeu.

“A gente veio aqui fazer um pacto, diz a mãe de Josiane. “Eu e meu sobrinho viemos em paz”, sinaliza o advogado. “Você já tentou fazer um pacto quando era moça, Maria da Paz. Acabou em mais morte. Passei a vida toda querendo acabar com a raça dos Matheus. Só assim, nós que somos Ramirez vamos ter tranquilidade”, ameaça Adão.

“Eu e a Maria da Paz queremos acabar com essa guerra faz tanto tempo. Adão, se me dá um tiro a guerra começa de novo”, prevê Amadeu. “Eu acabo com você, que é o chefe dos Matheus. E depois com esse aqui, que é seu sobrinho. Já rezou, Amadeu? Se não rezou, pede depressa perdão dos seus pecados, porque é agora que você vai partir”, ameaça.

“Eu morro de cabeça erguida, porque quem está faltando com o combinado é você”, enfrenta o advogado. “Morre não, alega Rael enquanto toca em sua arma. Nessa hora, Chiclete se adianta e pega em sua arma. “Nem tenta. Meu pai, não. Ele tá livre, não jurou nada. Pode abater vocês. Tá fazendo bonito, pai. Vai acabar com os Matheus”, atiça o motorista.

Nervosa, Maria da Paz se mete e tenta impedir Adão:  “Não vai matar o Amadeu. Se é para atirar em alguém, atira em mim primeiro”, se joga. “Sai da frente, Maria da Paz”, ordena o primo da boleira. “Minha filha, sai daí. Pode levar um tiro”, implora Evelina.

“O Amadeu ligou par mim, eu aceitei. Eu marquei a reunião, chamei todo mundo. Não era para montar uma armadilha para o Amadeu”, defende Maria da Paz. “Eu não preciso me esconder atrás de mulher”, irá o pai da Jô. “Eu dei minha palavra. Atira, Adão. Mas atira em mim. Me mata primeiro. Eu não posso deixar você atirar no Amadeu. Não, no Amadeu nuca”, se desespera. “É questão de justiça. Vocês vieram por conta da minha palavra. Se é para alguém morrer pela traição, sou eu”, indaga Maria.

“Não me chama de traidor”, se defende Adão. “Atira. Atira em mim antes de atirar no Amadeu”, insiste. “Atiro”, responde o primo da boleira. “Não!”, implora a avó da Josiane. “Eu acabo com você, Maria da Paz... Só por conta de proteger o Amadeu vai...”, ameaça o pistoleiro um pouco antes de começar a se sentir mal. “Vai pro inferno!”, dirá o pai do Chiclete, enquanto começa a tremer. Adão chega a dar um tiro, mas erra o alvo. Depois disso, ele tem um ataque cardíaco e cai morto no chão. A sequência vai ao ar dia 10/08. 

Fabiana compra apartamento da Maria da Paz e é reconhecida pela tia

Nos próximos capítulos de “A Dona do Pedaço”, Fabiana vai usar parte do dinheiro que ganhou sendo laranja de Agno para comprar o apartamento da Maria da Paz. Chegando lá, ela será reconhecida pela boleira. A mãe da Josiane terá a impressão de que conhece a ex-noviça de algum lugar e sua mãe, Evelina, terá a mesma sensação.

A essa altura, a empresária já terá fechado o negócio da compra da mansão da Habitex e como seu imóvel entra como parte do pagamento, Agno leva Fabiana para conhecer o apartamento. “É excelente!”, indaga o executivo. “Um pouco fora de moda”, alfineta a falsiane. “Fora de moda, não. Será que ninguém valoriza tudo o que eu fiz”, se defende Maria.

Nesta hora, Fabiana afirma que vivia em um quartinho o convento bem menor do que a sala do imóvel. Então, autoriza Agno a fazer o negócio. A pilantra ainda pede que seu sócio faça umas ofertas pelos móveis, pois a boleira não pretende levar nada para a casa nova. “Escuta... Eu já te vi antes e sempre tive a mesma sensação. Eu não te conheço de algum lugar?”, pergunta Maria da Paz.

“Eu sinto muito, tenho certeza de que nunca nos conhecemos. A não ser essas vezes que nos vimos”, responderá a irmã de Vivi Guedes (Paolla Oliveira). “Mas tive essa sensação, uma sensação familiar”, retruca a boleira. “Eu também. Agora pouquinho, olhando para você, tive uma sensação familiar, não sei explica”, completa Evelina. “Vai ver você foi na confeitaria, quando era menina. A gente pode ter te visto lá”, questiona Maria da Paz.

Sem paciência, a nova empresária dá um basta na conversa: “Impossível! Eu fui criada em um convento”, diz Fabiana sem dar muita atenção para o que as duas falaram. Por outro lado, Maria não se dá conta em um primeiro momento que a moça tem o mesmo nome que o de uma das suas sobrinhas desaparecidas. A sequência vai ao r no próximo dia 31. 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!