Reportar erro
Briga séria

“O Sétimo Guardião”: O clima esquenta entre Judith e Gabriel

Judith escuta uma conversa de Gabriel intervém a seu favor

Isabela Garcia e Bruno Gagliasso
Judith encara Gabriel durante conversa - Divulgação/TV Globo
Taty Bruzzi

Publicado em 09/05/2019 às 01:15:10

No capítulo de “O Sétimo Guardião” que vai ao ar nesta sexta-feira (10), Gabriel (Bruno Gagliasso) e Judith (Isabela Garcia) têm uma discussão calorosa. Os dois se estranham depois que o rapaz avisa que irá nomear mais três guardiães. 

 Os escolhidos são Murilo (Eduardo Moscovis), Luz (Marina Ruy Barbosa) e Feijão (Cauê Campos. Padre Ramiro (Ailton Graça), que também está presente, concorda com a atitude do guardião-mor para salvar a irmandade e suas vidas.

A governanta escuta tudo por trás da porta e intervém. Ela entra na sala pedindo desculpas ao patrão e afirma ser contra a escolha de novos membros sem consultar antes o livro.  

Em sua defesa, o filho da Valentina (Lilia Cabral) explica que tomou esta decisão por que a situação é de emergência. Afinal, cinco dos sete protetores da fonte foram assassinados e, agora, restam apenas ele e o padre. 

A empregada não se deu por satisfeita e encarou Gabriel: “Desculpa, mas eu fui bem clara. Você não pode sair escolhendo guardiães por aí sem consultar o livro! Entendeu agora?", ressaltou.

Sem gostar nada da atitude da empregada, o filho de Egídio (Antonio Calloni) a rebateu. "Eu sou o Sétimo Guardião. Quem sabe o que é errado ou certo aqui sou eu", deu o recado. 

Mais uma vez, o jovem explica que precisa descobrir o que levou a fonte a secar de repente, além de proteger os que ainda estão vivos. Gabriel explica, ainda, que Judith é apenas uma empregada.  Então, não tem direito de opinar. 

Neste momento, a empregada acusa o rapaz de ser um péssimo guardião. "Tudo está em perigo porque você insistiu em tomar decisões sozinho, em jogar com sua mãe e o Olavo um jogo perigoso... Quando a Irmandade está acima disso tudo!", joga na cara. 

Para surpresa da governanta, Gabriel fala que ela não deveria estar ali escutando conversas secretas por trás da porta. Em seguida, ele pede que ela se retire da sala. "E se eu me negar?", indaga. 

Em resposta, o dono do casarão afirma que irá demiti-la se ela continuar a afrontá-lo. Sem pensar duas vezes, Judith sai da sala, mas não sem antes dar uma olhada no casarão que briga a fonte milagrosa.

Mais Notícias