Reportar erro
Na CCXP18

Rômulo Neto lamenta baixa audiência de "Espelho da Vida": "É injusto"

Ator participou do painel "Geração Malhação" na "CCXP18"

Rômulo Neto na CCX18
Reprodução
Gabriel Vaquer

Publicado em 07/12/2018 às 06:15:50

Fazendo parte do elenco de "Espelho da Vida", que tem sofrido na audiência, Rômulo Neto lamentou o desempenho ruim da novela de Elizabeth Jhin.

Durante o painel "Geração Malhação", promovido pelo Canal Viva no primeiro dia da "CCXP18", nesta quinta-feira (6), o ator disse que ficou sabendo do Ibope ruim somente ali na hora, ao ser indagado pelo NaTelinha.

"Eu vou ser bem sincero, o tema é super interessante, eu adoro essa temática. Eu não estou acompanhando a questão de Ibope, porque estou muito focado no meu dever ali dentro. Se não está correspondendo, é realmente uma questão que eu não consigo compreender", confessou.

O intérprete de Mauro destacou o bom bastidor do folhetim e disse que chega a ser injusto a audiência que vem atingindo: "É tão gostoso estar trabalhando com essa equipe, todos estão dando tanto de si pra ter um bom resultado... Se o que você está falando é correto, é injusto [a baixa audiência], porque é tudo tão gostoso, os atores são tão talentosos, o esforço é tanto... Mas acho que uma hora vai. Se não tá dando certo agora, uma hora vai dar super certo".

"Espelho da Vida" tem atingido médias entre 16 e 19 pontos na Grande São Paulo, chegando a perder para o "Cidade Alerta", da Record TV, em algumas ocasiões.

Relembrando Malhação

Na \"CCXP18\", Rômulo Neto lamenta baixa audiência de \"Espelho da Vida\": \"É injusto\"

Um dos protagonistas de "Malhação 2007", atualmente em reprise no Canal Viva, Rômulo Neto disse que houve uma grande evolução sua de lá para cá como ator, e confessou que assiste algumas vezes a novelinha.

"Ali era um ator completamente no início de tudo, descobrindo a paixão pela profissão, pela arte, mas num momento muito inicial. Aquele ali foi um start, foi o início para uma grande descoberta, de uma possível carreira longa", disse.

O ator também confessou que foi em "Malhação 2007" que começou o seu amor pela profissão, mas que reconhece que ainda estava muito cru na época.

"Ali começou a paixão pela coisa. Aprendi muita coisa ali, muita coisa. Mas ainda era muito cru, obviamente, meu primeiro trabalho na TV. Existe uma diferença muito grande", concluiu.

Mais Notícias