Linguagem imprópria e violência

Governo considera “Poliana” imprópria para crianças pequenas

Ministério da Justiça alega que a trama apresentou cenas inapropriadas para indicação Livre





A atriz Sophia Valverde
Sophia Valverde é a protagonista Poliana em novela do SBT - Divulgação/SBT

Publicado em 20/11/2018 às 09:25:34 ,
atualizado em 22/11/2018 às 13:43:40

Por: Diogo Cavalcante

Para o Governo Federal, a novela infantil “As Aventuras de Poliana” não deve ser assistida por crianças pequenas. Em despacho publicado nesta terça-feira (20), o Ministério da Justiça (MJ) alterou a classificação indicativa da trama. Antes considerada Livre para todos os públicos, agora é inadequada para menores de 10 anos, por conter “linguagem imprópria e violência”.

No despacho, o MJ alega que a trama apresentou cenas com “bullying, exposição de pessoas em situações constrangedoras ou degradantes, supervalorização do consumo, ato violento e estigma/preconceito”, e que a maioria dessas sequências estavam agravadas por “agravadas por apresentação de conteúdo inadequado com criança ou adolescente”. Deste modo, incompatível para ser considerada Livre para todas as idades.

O órgão também alega que o SBT chegou a ser advertido sobre a presença de conteúdos “impróprios”, mas a emissora continuou exibindo cenas desaconselháveis para crianças pequenas.

Escrita por Íris Abravanel, “As Aventuras de Poliana” é a primeira novela infantil a receber essa classificação etária. Até então, os outros títulos produzidos pelo SBT para os menores, como “Chiquititas” (2013-2015), “Cúmplices de um Resgate” (2015-2016) e “Carinha de Anjo” (2016-2018) foram consideradas aptas para todas as idades. Em Carrossel” (2012-2013) - atualmente em reprise nos fins de tarde da emissora - o MJ chegou a apontar a presença de cenas com bullying, mas a manteve com classificação Livre.

A decisão do Governo também equipara a história infantil a histórias direcionadas a públicos mais maduros, como “Teresa”, mexicana exibida à tarde pelo canal de Silvio Santos e igualmente recomendada para maiores de 10 anos.

Procurado pelo NaTelinha, o SBT disse que não vai se pronunciar sobre a decisão do Ministério da Justiça, mas "reafirma que “As Aventuras de Poliana” é uma novela voltada para a toda a família, que promove a união familiar" e que é uma "dramaturgia infanto-juvenil que conseguiu reunir as famílias em torno da TV".



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!