Diretor

Para Avancini, "Gênesis" é o seu trabalho mais difícil na Record TV

"Gênesis" é a próxima novela bíblica da Record TV

 Para Avancini, "Gênesis" é o seu trabalho mais difícil na Record TV
Divulgação/Record TV

Sandro Nascimento

Publicado em 25/09/2018 às 11:25:21

À frente de sua quarta produção bíblica, o diretor Alexandre Avancini (53) classificou a próxima novela da Record TV, "Gênesis", como o trabalho mais difícil na emissora, onde é contratado há 12 anos.

continua depois da publicidade

O novo folhetim bíblico tem texto de Gustavo Reiz e terá como mote principal a história de Abraão e sua família. Além da trajetória do patriarca de Israel, a produção vai dramatizar fatos ocorridos no início do mundo narrados pelo primeiro livro da Bíblia, como Adão e Eva e a Arca de Noé.

"A novela é muito boa, gosto muito do texto de Gustavo Reiz. Ele tem muita dinâmica. Posso dizer com certeza que o trabalho mais difícil que eu tinha feito até agora, aqui na Record, foi 'Os Dez Mandamentos', mas 'Gênesis' é mais difícil", diz Avancini, em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

continua depois da publicidade

O diretor explica que em "Gênesis" haverá vários momentos grandiosos e por isso precisará de mais produção. Ele relembra que a novela "Os Dez Mandamentos" cresceu em audiência quando iniciou as sequências das sete pragas na trama. Em "Gênesis", inúmeros eventos irão costurar toda a história.

"As pragas foram complexas, principalmente a sétima que foi a destruição do Egito, muitos meses de filmagens, ela foi tão ou mais complicada do que a abertura do próprio mar. Mas foram evento mais para o fim da novela. Quem ganha é o telespectador que tem um produto com uma série de eventos que ocorrem na novela inteira. Pra gente é mais trabalho, mas assim, eu aceito o desafio. Vou contar com minha equipe de sempre, que tem um know how comprovado de trabalhar com este tipo de temática. Estamos muito animados", comenta Alexandre Avancini, que na Globo dirigiu 11 produções, entre 1994 e 2004, como "Por Amor", "Suave Veneno", "Pátria Minha" e "Presença de Anita".

continua depois da publicidade

Ainda sobre os acontecimentos de "Gênesis", o diretor completa: "temos a criação do mundo, Adão e Eva, Arca de Noé, Torre de Babel, Sodoma e Gomorra e vários eventos. Nessa novela os eventos serão mais divididos e alguns acontecem no início".

Com previsão de começar as gravações na primeira quinzena de dezembro, Avancini revela que está numa fase bem inicial da produção que já tem mais de 30 capítulos entregues. "Tem que dar uma corridinha, novela estamos sempre correndo. Estamos fechando algumas pontos que impactam mais na questão orçamentária. Por isso, fui para o Marrocos para apontar o que podemos fazer lá. Afinal, é sempre espetacular estar filmando no deserto em locações e em cidade milenares, que temos a disposição naquelas regiões. São deslumbrantes", exalta.

continua depois da publicidade

Segundo ele, essa discussão orçamentária é pra saber quantos dias poderá ficar no pais árabe e o tamanho da equipe de filmagem que terá. "Com certeza, usaremos o Marrocos com pano de fundo dos primeiros capítulos, em locações diferentes que da novela 'Jesus', eu tomei esse cuidado. Assisti aos primeiros capítulos para poder usar locações novas, mas espetaculares, que não foram utilizadas na produção anterior", explica, dizendo que ainda não fechou o elenco para a novela.

continua depois da publicidade

Sobre dirigir um produto gravado através de uma produtora terceirizada, Avancini diz que não vê diferenças. "Eu sou Record e a responsabilidade artística é da Record. A Casablanca é um ótimo prestador de serviço pra gente", destaca.

Em sua 11ª produção na emissora, Alexandre Avancini diz que "Gênesis" tem uma dinâmica um pouco parecida com "Terra Prometida", e justifica: "porque Abraão tem uma jornada de deslocamento física por toda aquela região do Oriente Médio, com vários povos diferentes. Teremos também personagens como Caim e Abel, Noé e seus respectivos vilões. O grande vilão da história é o rei de Babel. A história tá muito bacana, o público vai gostar".

continua depois da publicidade

Para o diretor, novela brasileira tem que ter um pouco de comédia, romance e ação. "Tem que ter vários approachs dentro da mesma dramaturgia. Cabe a mim traduzir isso, do papel para a realidade, que é também um desafio grande meu e da minha equipe", finaliza.

Mais Notícias