Reportar
erro
Lista NT

Relembre quinze frases memoráveis de Odete Roitman


odete-2_a10fb7829e45970d2ee58f511a11ff6cde445648.jpeg
Divulgação
Por Taty Bruzzi

Publicado em 08/09/2018 às 07:00:56

Na última quarta-feira (5), o Brasil se despediu de Beatriz Segall. Dona de uma vasta carreira no teatro, cinema e na televisão, a atriz de 92 anos ganhou a admiração do telespectador ao interpretar Odete Roitman em “Vale Tudo” (1988).

A personagem era dona de um verdadeiro império. Morava na Europa, odiava o Brasil e não fazia questão de esconder que só retornava à sua terra natal por obrigação, geralmente para resolver questões da empresa ou familiares.

Faltando 13 capítulos para o final da novela assinada por Gilberto Braga e com direção de Dennis Carvalho, Odete é assassinada e, pela primeira vez, o famoso “quem matou” levou à loucura os telespectadores brasileiros.

A identidade do assassino só foi revelada no último capítulo da trama, que foi ao ar no dia 24 de dezembro. Como era esperado, o Brasil parou diante da tela da TV mesmo sendo véspera de Natal.

Odete Roitman é tão forte que a personagem de Beatriz Segall foi eleita a maior vilã da história da teledramaturgia através de enquete realizada pelo jornal “O Estado de São Paulo”. Em homenagem à atriz, destacamos 15 frases memoráveis ditas pela vilã na trama. Confira!

Você reserva pra mim um desses hotéis limpinhos que tem aí? De preferência um que não tenha um bando de mendigos na porta tentando agarrar a gente. Avisa também na recepção do hotel que eu detesto ver um monte de brasileiros de outros estados na porta do meu apartamento falando português. Quanto menos eu ouvi falar português, melhor.

Odete Roitman

E eu que pensei que alguma coisa tinha mudado nesse país. Foi só botar o pé aqui que você começa a sentir esse calor horroroso, uma gente horrível no caminho, gente feia esperando ônibus caquéticos no ponto.

Odete Roitman

O Brasil é um país de jecas. Ninguém aqui sabe usar talher de peixe.

Odete Roitman

Eu gosto do Brasil. Acho lindo, uma beleza. Mas de longe, no cartão postal. Essa terra aqui não tem jeito. Esse povo daqui não vai pra frente, é preguiçoso. Desde que eu me conheço por gente aqui só se fala crise. Não sei como vocês conseguem viver nesse País, realmente não entendo

Odete Roitman

É um povo preguiçoso. Isso aqui é uma mistura de raças que não deu certo. Conheço uns dois ou três que não são.

Odete Roitman

Me diz, você já viu algum italiano, português ou alemão que vive aqui no Brasil sem trabalhar? Eles quando vêm para cá arrumam logo alguma coisa para fazer e em poucos anos conseguem abrir um mercadinho, uma padaria, um botequim...

Odete Roitman

Nunca vi gostar tanto de fazer hora extra como trabalhador brasileiro.

Odete Roitman

A única solução para a violência é a pena de morte. Para ladrão e assaltante, cortar a mão em praça pública. E se cortasse a mão dessa gente, diminuiria o índice de violência nesse país. Não tenha dúvida.

Odete Roitman

Às vezes eu tenho a sensação que as pessoas não viajam, não aprendem, não vão à Paris. Aliás, não vão nem à Buenos Aires.

Odete Roitman

Roma é a cidade eterna, mas eu continuo preferindo Paris. Aliás, Paris é minha pátria, assim como é de todas as pessoas civilizadas.

Odete Roitman

Nosso jantar é muito simplesinho. O primeiro prato é de uma simplicidade franciscana. Temos uma lagostazinha.

Odete Roitman

Você pode imaginar uma menina inteligente e sensível como a Maria de Fátima (Glória Pires) morando em uma cidadezinha de interior ao lado da mãe? No dia do aniversário ganhando bolinho com velhinhas, olhinho de sogra, cocadinha, docinho de leite, salgadinho enfeitado com florzinha de tomate?

Odete Roitman

Se eu encontrasse minha mãe vendendo sanduíche na praia, eu não viraria a cara para ela. Eu enterraria a cara inteira na areia. Minha mãe era uma jeca, mas não vendia sanduíche na praia.

Odete Roitman

Você acha que eu vou pegá-los no aeroporto? Eu acho a coisa mais jeca dar plantão em aeroporto. Eles até colocaram vidro para as pessoas não verem quem está chegando, mas mesmo assim as pessoas colocam o nariz no vidro, penduram criancinha pra dar 'tchau'. Eu vou mandar o chofer.

Odete Roitman

Chinelo, chinelo... Que palavra horrível! Português é uma língua tão chinfrim.

Odete Roitman
Mais Notícias