“Celebridade” tem mais de 40 capítulos comprimidos em 15 dias

Globo chama de “ajustes normais"; Trilha sonora da novela também é trocada

Divulgação

Publicado em 28/04/2018 às 19:58:35

Por: Diogo Cavalcante

Globo está empenhada em reduzir a reprise de “Celebridade” no “Vale a Pena Ver de Novo”. Nos últimos 15 capítulos exibidos, entre 30 de março e 27 de abril, a emissora comprimiu 42 episódios originais, dando uma média de três por dia. A novela de Gilberto Braga está programada para acabar em junho, antes da Copa do Mundo da Rússia.

Em levantamento realizado pelo NaTelinha, a novela começou a ser encurtada em 26 de março. Os capítulos da reprise passaram a ter cerca de 50 minutos de arte - o tempo apenas de veiculação do produto, descontado os comerciais. Estatisticamente, é como se cada episódio original da história de Maria Clara (Malu Mader) e Laura (Cláudia Abreu) estivesse sendo resumido a 16 ou 18 minutos. Ainda, nesse período, a novela chegou a ser cancelada sete vezes para exibição de jogos da Liga dos Campeões da Europa.

A audiência da novela oscila entre os 12 e 15 pontos na Grande São Paulo. Tecnicamente, é o “piso” da faixa nos últimos quatro anos, quando a sessão de reprises trocou o horário das 14h40 pelos fins de tarde. Outras tramas, como “Caras & Bocas” (2014) e “Caminho das Índias” (2015), davam índices semelhantes. Só fugiram dessa regra “O Rei do Gado” (2015), “Cheias de Charme” (2016) e “Senhora do Destino” (2017).

Sem direitos autorais

Na última quinta-feira (26), chamou a atenção do público a troca da canção que ilustrava as cenas do triunfo de Laura sobre Maria Clara, com a vilã comprando a casa e a sede da produtora da mocinha. A música clássica “Carmina Burana: O Fortuna”, do compositor alemão Carl Orff, foi substituída por “Sympathy for the Devil”, dos Rolling Stones - o tema da personagem de Cláudia Abreu.

Procurada, a Globo explicou que fez a troca por não ter mais os direitos autorais da música. Não é a primeira vez que isso acontece numa reprise.

Em 1999, o tema de abertura de “A Indomada” teve de ser trocado de Maracatudo, de Sérgio Mendes, por Unicamente, de Deborah Blando. Em 2004, durante a reprise de “Terra Nostra”, algumas canções italianas da trilha foram substituídas.


publicidade

Edição

Questionada sobre os cortes intensos, especialmente nas últimas três semanas, a emissora disse que “é normal que os conteúdos passem por ajustes e adequações ao serem exibidos no ‘Vale a Pena Ver de Novo’”.

“‘Celebridade’ passa por edições seguindo a estratégia da programação desde o início da trama na faixa, e não há três semanas”, diz o canal, em nota.

“Belíssima”, de Sílvio de Abreu, estreia em junho. A trama, originalmente classificada para maiores de 14 anos, será ajustada para a faixa de 12 anos, tal qual “Celebridade”. Será a terceira novela das 21h reapresentada em sequência.

Fenômeno semelhante só aconteceu nos anos 90, quando a Globo escalou “Rainha da Sucata” (1994), “Tieta” (1994/1995), “Pedra Sobre Pedra” (1995) e “Renascer” (1995/1996), uma após a outra.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade