Reportar erro
Novelas

Globo aposta em "Avenida Brasil" e em "Lado a Lado" para Emmy

1622e6052ee0a3a0f4253a54129f9902.jpg
Thiago Fragoso, Marjorie Estiano, Camila Pitanga e Lázaro Ramos em "Lado a Lado" - Divulgação/Globo
Redação NT

Publicado em 16/10/2013 às 11:41:52

Nos bastidores da Globo, há duas fortes apostas para a produção que conquistará o Emmy de melhor novela de 2012.
 
"Avenida Brasil", de João Emanuel Carneiro, desponta como a favorita para levar o prêmio, embora não haja nenhum tipo de clima de vitória antes da definição. 
 
A história, que teve a direção de núcleo de Ricardo Waddington, se consagrou como a novela mais exportada da história da Globo e conquistou expressivos índices de audiência tanto aqui como em vários dos países em que chegou, como em Portugal, Uruguai e Chile.
 
Em paralelo à "Avenida", "Lado a Lado", de João Ximenes Braga e Claudia Lage e núcleo de Dennis Carvalho, é outra que tem boas chances de conquistar o Emmy. Contam como pontos favoráveis a esta a originalidade do texto, que abordou a emancipação feminina e o racismo no século XX. Houve também um trabalho de pesquisa bastante elogiado por mestres e especialistas no contexto histórico no qual a obra se passava.
 
"Avenida Brasil" e "Lado a Lado" são as únicas novelas que representam o Brasil mas ainda disputarão com produções do Canadá e Angola.
 
O resultado será divulgado no dia 25 de novembro, em uma cerimônia em Nova York.
 
Em tempo:
 
A representação do Brasil no Emmy não é inédita, porém é a primeira vez desde 2008 que o país conta com duas das quatro indicações. 
 
Das cinco edições do prêmio, o país levou a estatueta nos anos de 2009, com "Caminho das Índias", de Glória Perez, e em 2012, com "O Astro", de Geraldo Carneiro e Alcides Nogueira. 
 
Em 2008, "Paraíso Tropical", de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, foi indicada mas acabou sendo preterida por "The Invasion Igtiyah", da Jordânia. Já em 2011, "Araguaia", de Walther Negrão, perdeu para a portuguesa "Laços de Sangue", a qual teve supervisão de texto do brasileiro Aguinaldo Silva.
 
Com informações da coluna Canal 1.
 

 

Mais Notícias