Reportar erro
Longa

“Aquarius” rende à Sônia Braga o título de melhor no Prêmio Platino de Cinema Iberoamericano

soniabragaatriz_f546f0f7cb65e45b91e1a1fb1569017d95820f29.jpeg
Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 24/07/2017 às 15:48:56

No último sábado (22), o auditório La Caja Mágica, em Madri, foi cenário da 4ª edição do Prêmio Platino de Cinema Iberoamericano. Sonia Braga foi eleita melhor atriz por seu trabalho em “Aquarius”.

No filme dirigido por Kleber Mendonça filho, a atriz paranaense interpreta uma viúva que trava uma batalha contra uma construtora que deseja comprar seu apartamento em um antigo prédio que deve ser demolido.

Lançado ano passado durante o Festival de Cannes, “Aquarius” já foi exibido em mais de 90 países e sempre com aceitação considerável. Aos 67 anos, Sonia Braga disputou o prêmio com mais quatro atrizes: Emma Suárez (“Julieta”), Natalia Oreiro (“Gilda, No Me Arrepiento de Este Amor”), Angie Cepeda (“La Semilla del Silencio”) e Juana Acosta (“Anna”).

Atriz recebe Platino pela segunda vez

“Aquarius” rende à Sônia Braga o título de melhor no Prêmio Platino de Cinema Iberoamericano

Criado para reconhecer os filmes Iberoamericanos, além de aumentar os laços culturais entre países de língua espanhola e portuguesa, o prêmio também visa fortalecer essas produções ao redor do mundo.

A última edição contou com a participação de mais de 900 produções de 23 países, lançadas em 2016. Durante a cerimônia, Sonia Braga sentou-se ao lado de Pedro Almodóvar, que aplaudiu muito sua premiação.

Esta não foi a primeira vez que a atriz brasileira ganha um Platino. Em 2014, ela foi premiada por sua contribuição artística e afirma que a estatueta lhe deu sorte, pois depois disso recebeu o roteiro que mudaria sua vida das mãos de Kleber Mendonça Filho.

Mais Notícias