Guerra de streaming

Disney+ causará um rombo no catálogo do Telecine

Telecine e Disney são parceiros desde 2011, mas com a chegada do novo streaming, a coisa deve mudar

Disney+ causará um rombo no catálogo do Telecine
Lançamento de Disney+ nos EUA ocorre nesta terça-feira (12) - Divulgação

Publicado em 12/11/2019 às 11:05:17 ,
atualizado em 12/11/2019 às 12:28:59

Por: Thiago Forato

O Disney+, novo serviço da Walt Disney Company de streaming, chega aos Estados Unidos nesta terça-feira (12) pelo valor de US$ 7 em sua assinatura mais básica e por US$ 13 mensais na categoria premium. A título de comparação, a Netflix, líder do segmento, oferta seu catálogo por US$ 9 em seu plano mais modesto.

Com previsão de chegada para novembro de 2020 no Brasil, o serviço contará com um vasto catálogo do estúdio. O preço ainda não foi divulgado, mas o que se sabe é que o lançamento do Disney+ deve causar grandes transtornos ao Telecine.

Parceiro da Disney desde 2011, o Telecine se "livrou" das operadoras de televisão por assinatura e pode ser adquirida via internet, como qualquer outro streaming.

A plataforma conta com mais de dois mil títulos e pode ser assinada por preços a partir de R$ 23,90. Entretanto, a quantidade e a qualidade dos títulos agora, deve diminuir. A Amazon, de olho nesse hiato de um ano até o lançamento da plataforma Disney+, garantiu o conteúdo do estúdio até setembro de 2020.

Na plataforma do Telecine, é possível ver o vencimento dos títulos. Frozen, por exemplo, está disponível até 31 de maio de 2020. Vingadores: Guerra Infinita, até 30 de junho. Há vários outros blockbusters que vencem ainda no primeiro semestre do próximo ano. E não serão renovados.

Conglomerado Disney: A prioridade é dela

Só para se ter uma ideia do tamanho do estrago, oito das 10 maiores bilheterias da história do cinema são da Disney.  No primeiro semestre deste ano, sua força é possível ver quando observamos que ela é dona das quatro maiores bilheterias, com Vingadores: Ultimato, Capitã Marvel, Aladdin e Toy Story 4. Todos esses títulos garantidos na Amazon Prime Video e fora do Telecine.

Em novembro, quando a Disney+ estrear no país, contará com seus principais blockbusters, enfraquecendo os rivais, sobretudo o Telecine, que se fortaleceu ao longo da década.

Além de ter fechado com a própria Disney em 2011,  o Telecine ainda assinou acordos com a Sony em 2018, e mais recentemente, com a Warner. Com isso, ampliando os estúdios que a rede de filmes da Globosat  mantém parceria: Fox, Paramount, MGM, Universal e DreamWorks.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa do Telecine enviou a seguinte resposta: "O catálogo da plataforma do Telecine possui mais de 2 mil títulos, exclusivos da Paramount, MGM, Universal e Fox, além de filmes da Sony e Warner. Os títulos da Disney seguem fazendo parte desse acervo até o final de suas vigências".


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!