Reportar erro
Guerra de streaming

Disney+ causará um rombo no catálogo do Telecine

Telecine e Disney são parceiros desde 2011, mas com a chegada do novo streaming, a coisa deve mudar

Disney+ logo
Lançamento de Disney+ nos EUA ocorre nesta terça-feira (12) - Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 12/11/2019 às 11:05:17

O Disney+, novo serviço da Walt Disney Company de streaming, chega aos Estados Unidos nesta terça-feira (12) pelo valor de US$ 7 em sua assinatura mais básica e por US$ 13 mensais na categoria premium. A título de comparação, a Netflix, líder do segmento, oferta seu catálogo por US$ 9 em seu plano mais modesto.

Com previsão de chegada para novembro de 2020 no Brasil, o serviço contará com um vasto catálogo do estúdio. O preço ainda não foi divulgado, mas o que se sabe é que o lançamento do Disney+ deve causar grandes transtornos ao Telecine.

Parceiro da Disney desde 2011, o Telecine se "livrou" das operadoras de televisão por assinatura e pode ser adquirida via internet, como qualquer outro streaming.

A plataforma conta com mais de dois mil títulos e pode ser assinada por preços a partir de R$ 23,90. Entretanto, a quantidade e a qualidade dos títulos agora, deve diminuir. A Amazon, de olho nesse hiato de um ano até o lançamento da plataforma Disney+, garantiu o conteúdo do estúdio até setembro de 2020.

Na plataforma do Telecine, é possível ver o vencimento dos títulos. Frozen, por exemplo, está disponível até 31 de maio de 2020. Vingadores: Guerra Infinita, até 30 de junho. Há vários outros blockbusters que vencem ainda no primeiro semestre do próximo ano. E não serão renovados.

Conglomerado Disney: A prioridade é dela

Disney+ causará um rombo no catálogo do Telecine

Só para se ter uma ideia do tamanho do estrago, oito das 10 maiores bilheterias da história do cinema são da Disney.  No primeiro semestre deste ano, sua força é possível ver quando observamos que ela é dona das quatro maiores bilheterias, com Vingadores: Ultimato, Capitã Marvel, Aladdin e Toy Story 4. Todos esses títulos garantidos na Amazon Prime Video e fora do Telecine.

Em novembro, quando a Disney+ estrear no país, contará com seus principais blockbusters, enfraquecendo os rivais, sobretudo o Telecine, que se fortaleceu ao longo da década.

Além de ter fechado com a própria Disney em 2011,  o Telecine ainda assinou acordos com a Sony em 2018, e mais recentemente, com a Warner. Com isso, ampliando os estúdios que a rede de filmes da Globosat  mantém parceria: Fox, Paramount, MGM, Universal e DreamWorks.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa do Telecine enviou a seguinte resposta: "O catálogo da plataforma do Telecine possui mais de 2 mil títulos, exclusivos da Paramount, MGM, Universal e Fox, além de filmes da Sony e Warner. Os títulos da Disney seguem fazendo parte desse acervo até o final de suas vigências".

Mais Notícias