Briga com o Governo

MP desafia Bolsonaro e vai à Justiça por anulação de fusão entre TV Brasil e NBR

Órgão alega que fusão não cumpre as regras

MP desafia Bolsonaro e vai à Justiça por anulação de fusão entre TV Brasil e NBR
A programação da TV Brasil foi fundida com a da NBR, por determinação de Bolsonaro. A decisão foi contestada pelo MP na Justiça. Foto: Divulgação

Publicado em 30/07/2019 às 22:45:13

Por: Daniel César

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro ingressou com ação civil pública pedindo a anulação da fusão entre a TV Brasil e a NBR, duas redes de TV pertencente ao governo federal e que estão em processo de fusão por ordem do atual presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a ação civil proposta pelo MPF do Rio, "constatou-se a inclusão indevida de programações tipicamente estatais e de interesse dos atuais ocupantes do Poder Executivo no canal público federal, a TV Brasil", mostrando que juntar as duas redes pode ferir a legislação para garantir apenas os interesses do atual ocupante da cadeira presidencial no Brasil.

A notícia foi dada em primeira mão pela jornalista da Folha, Mônica Bergamo e foi confirmada pelo NaTelinha e se baseia no fato de que o telespectador não consegue mais distinguir com clareza a inclusão indevida de programação tipicamente estatal em ambas as redes.

A entidade lembrou que há diferenças fundamentais entre a TV Brasil e a NBR e que, por conta disso, não é possível que haja a fusão apenas para satisfazer o desejo do presidente. Segundo o Ministério Público, a TV Brasil possui programação com conteúdo de caráter informativo de natureza não estatal, enquanto a NBR é utilizada para promover as ações do governo.

Vale lembrar que, ainda durante o período de eleições, Jair Bolsonaro chegou a prometer que iria fechar a TV Brasil por entender que se tratava de uma despesa desnecessária para o Governo Federal. Depois que tomou posse, em janeiro deste ano, o presidente voltou atrás e optou por manter a rede, mas propôs uma fusão na programação entre TV Brasil e NBR, justificando que haveria imensa economia de dinheiro público.

A Justiça Federal do Rio de Janeiro ainda não se manifestou se vai aceitar a denúncia do MP, mas se a denúncia for acatada, a fusão na programação entre a TV Brasil e a NBR poderá, inclusive, ser suspensa por meio de liminar. 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!