Reportar erro
Velho Continente

Bélgica exige que Amazon, HBO e Netflix tenham 30% de produção europeia

Serviços por streaming terão que se adaptar caso Lei seja aprovada

streamings_66965de126f484223a676d80f3aaf486ea16dbf9.jpeg
Principais serviços por streaming podem ter que investir mais em conteúdo europeu - Fotos: Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 07/09/2018 às 17:11:21

A capital da Bélgica, Bruxelas, vai exigir que plataformas on demand como a Amazon Prime Video, HBO e Netflix tenham pelo menos 30% de produção europeia em seu catálogo.

A confirmação veio de Roberto Viola, chefe de departamento da Comissão Europeia responsável pela regulamentação das redes, conteúdo e tecnologia, durante o Festival de Veneza.

A Lei será votada em dezembro e prevê que cada país membro possa elevar essa porcentagem até 40%. Os 28 países membros da União Europeia terão 20 meses para aplicar a nova legislação.

A Netflix é a que está mais próxima de atingir os 30%. Em julho, ela anunciou um centro de produção em Madrid, voltado para a produção em castelhano. É o grande investimento da empresa na Europa, cuja instalação está localizada na Ciudad de La Tele, um campus de 22 mil metros quadrados em Tres Cantos, a 20 minutos de carro ao norte de Madrid.

As empresas podem optar por produzir conteúdo europeu, como a Netflix fará com mais intensidade nos próximos anos, ou mesmo comprar filmes e séries de TVs locais para colocarem em seus respectivos catálogos.

Uma das reinvindicações é a de que essas empresas deem mais visibilidade aos produtos do Velho Condinente em sua biblioteca, já que a esmagadora maioria trata-se de conteúdo norte-americano.

Mais Notícias