Sincera

Juliana Paes fora das câmeras da Globo: De dona de salão a medo de botox

Atriz é diferente na vida pessoal em relação as suas personagens

Juliana Paes fora das câmeras da Globo: De dona de salão a medo de botox
Juliana Paes tem uma vida pessoal tranquila - Foto: Reprodução

Publicado em 19/07/2020 às 07:01:00 ,
atualizado em 19/07/2020 às 08:50:53

Por: Daniel César

A partir das próximas semanas o público vai dar de cara com Juliana Paes várias vezes por dia. A atriz, que é uma das protagonistas de Totalmente Demais, voltará ao ar em A Força do Querer, reprise confirmada como substituta de Fina Estampa, interpretando Bibi Perigosa e também no Vale a Pena Ver de Novo, que teve confirmada a volta de Laços de Família, novela em que a atriz interpretou Ritinha. Além de estar no ar em O Clone, no Viva, Juliana vai muito além da beldade que se vê diante das câmeras e já teve uma vida movimentada, com direito a ser dona de salão, capa da Playboy e ter medo de aplicar botox.

Com 41 anos, Juliana é casada desde 2008 com o empresário Carlos Eduardo Baptista, aliás, nesta época ela foi considerada noiva do ano e, poucos meses depois assumiu sua primeira protagonista da faixa das 21h com Caminho das Índias. Mesmo sendo uma das mulheres mais bonitas do país, ela revela que o marido tem outro tipo de ciúmes. "O Dudu me pega de surpresa até com os ciúmes dele. É mais nas viagens com o meu jeito mais expansivo, de chegar e fazer amizade em um segundo, e estar falando com todo mundo. E ele fica ali, de lado. Mas não é por maldade", revelou em entrevista a Quem, em 2019.

Ela é mãe de Pedro, de 9 anos e de Antônio, de sete e faz questão de deixar claro que é mãezona. "Sou uma mãe extremamente sensível, às vezes permissiva. Mas, na hora em que tem que botar de castigo, eu boto e não tenho pena. Surte bons efeitos, pelo menos lá em casa tem dado certo", garantiu na mesma entrevista. Durante a quarentena, Juliana tem feito sucesso no TikTok ao aparecer fazendo danças com os filhos.

Juliana Paes: Dona de Salão

No começo de carreira, quando ganhou destaque com a empregada Ritinha, que acaba tendo um caso com o personagem de Alexandre Borges em Laços de Família, Juliana estava sozinha no Brasil. Sua irmã havia ido tentar a sorte com o marido nos EUA e levado a mãe para cuidar dos netos. Para ajudar nas despesas da família em outro país, a atriz abriu um salão de beleza em São Gonçalo.

E ela deixa claro que sempre fui muito ligada a questão da beleza feminina. . "Lá em casa sempre fomos muito ligadas à beleza e à estética desde novas. Na minha família tem muita mulher então, saber se cuidar, fazer a unha sozinha, por exemplo, sempre fizeram parte dos nossos assuntos", contou ela no Encontro em 2018. Como a vida de atriz deu certo, Paes deixou o empreendimento para a mãe e a irmã tocarem e hoje as duas são muito bem sucedidas na área, tendo aberto várias franquias pelo país.

Juliana Paes: Capa da Playboy

Juliana Paes foi capa da playboy muito antes de iniciar sua trajetória de protagonismo na Globo. Em 2004, um ano depois de ter explodido no papel de Jaqueline Joy em Celebridade, ela aceitou o convite para posar nua. Embora os valores nunca tenham sido revelados, a imprensa da época garantiu que a atriz ganhou a bagatela de R$ 500 mil para as fotos.

"Prefiro meus seios ao meu bumbum", contou ela em entrevista a uma rádio do Rio de Janeiro pouco depois da capa ser lançada. Anos depois, ela voltou a posar nua, dessa vez para a capa de O Globo, mas com fotos voltadas para o público feminino e explicou o motivo. "As mulheres posavam nuas para revistas masculinas. Fiz essas fotos para um jornal feminino, para outras mulheres. A minha geração titubeava diante da palavra feminismo. Isso acabou. Eu acredito na causa, reitero os valores do passado e me orgulho de ver minhas colegas batalhando por nós. Essas fotos dizem que o corpo é meu, ser empoderada é ter coragem", contou em 2017 ao jornal.

Juliana Paes: Longe das femininstas

Embora seja Embaixadora da ONU Mulheres, Juliana Paes sempre buscou se afastar do atual rótulo de femininsta. Em declarações de 2018, a atriz afirmou que procura ficar distante do atual cenário do feminismo porque não gosta do feminismo excessivo. “Não dá para uniformizar a categoria mulher. Nem todas são sensíveis e afetuosas. É a reprodução do mito do instinto maternal, que é muito forte na sociedade. Nem toda mulher quer ser mãe”, lembrou em entrevista a Veja.

E ela foi além e causou polêmica com outra declaração na revista. Não quero queimar sutiãs. Gosto de sutiãs! Não quero quebrar saltos de sapato em busca de liberdade. Gosto de me enfeitar, e nós, mulheres, não fazemos isso para o macho. Fazemos porque dá prazer cuidar de si e cuidar do outro. Sou uma feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho”, revelou provocando a ira de outras artistas e de militantes.

Questionada ainda sobre os direitos das mulheres ela foi além. "Quando você fala de igualdade o termo apropriado é equidade, porque acho que a igualdade não existe e viva as diferenças", explicou a atriz.

Juliana Paes: Fã de água e odeia fritura

Mas para ter um corpo desses Juliana revela que o segredo é fugir das frituras. "Só de pãezinhos durante o dia e de frituras", contou ao Jornal Extra em 2015 quando questionada sobre o que evita comer a todo custo. E para dar detalhes sobre a alimentação, a atriz frisou seu gosto por água. "A água termal foi uma coisa que descobri há pouco tempo e adorei. Eu me preocupo muito em hidratar a pele e o corpo, de beber água mineral também. Sem isso eu não vivo"

E para se manter em forma ela faz de tudo um pouco. "Eu sempre gostei de me movimentar, de dançar, sempre fiz atividades físicas e adoro suar", revelou a intérprete de Bibi Perigosa, quando havia acabado de descobrir o yoga. "Acho muito interessante a forma de a mulher brasileira ter curvas sem precisar fazer muito", lembrou e garantiu que pensa em fazer intervenções por conta da idade.  "Estou pensando no botox com carinho. Acho que está na hora. Eu só tenho medo de essas intervenções alterarem a minha expressão".

Juliana Paes: Política

Sem nunca dizer ao certo em quem votou nas eleições e sem participar da campanha do Ele Não, Juliana chegou a ser questionada em suas redes sociais se era bolsonarista. Ao responder um fã, ela foi taxativa. “Não sou não… minha posição política é beeem particular e vivem querendo me rotular, me colocar em um lado ou outro… Já me acostumei a inventarem coisas sobre mim e você, se me permite um conselho, desconfie de tudo que lê na net! Love Ju", garantiu.

Mas em 2019 ela conversou com O Globo e deixou claro que não se posiciona no campo da oposição a Bolsonaro. “Torço para que o país dê certo, independentemente de quem esteja em Brasília. Não bato palma para tudo que o presidente Jair Bolsonaro diz, mas vamos apoiar já que ele está lá. Não vou boicotar. Essa polarização é boba”, afirmou.

Juliana Paes: José Mayer

E com a volta de A Favorita no Globoplay, muita gente teve a oportunidade de rever Juliana Paes na pele da jornalista Mayra, que se envolve com o maluco Augusto César, vivido por José Mayer. E na época que o ator foi afastado da Globo, acusado de assediar uma funcionária da emissora, a atriz não defendeu o colega, mas fez questão de fugir da política do cancelamento.

"Ele é uma pessoa querida, teve um momento infeliz, um episódio como todos nós podemos ter, ele se desculpou e isso trouxe luz a um tema pertinente", revelou ela ao UOL em 2017.

Juliana Paes: carreira

Em 20 anos de carreira na Globo, Juliana Paes já esteve em treze novelas, sendo seis como protagonista ou antagonista, em obras de destaque como Caminho das Índias (2008) e A Dona do Pedaço (2019). Embora queridinha do horário nobre, ela esteve em novelas de outros horários com personagens bem diferentes, como a antagonista Carolina de Totalmente Demais ou a heroína Guinevere em Pé na Jaca (2006) e mesmo em papéis que fugiam do naturalismo, como a Maria Catarina no remake de Meu Pedacinho de Chão (2014).

Além das novelas, Juliana esteve em outras produções da Globo, foram nove séries e especiais, como em Dois Irmãos (2017) ou As Brasileiras (2012). Ela também foi apresentadora do Caldeirão de Ouro, em 2019, ao lado de Luciano Huck.





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!