Desempregado

Ex-ator da Globo vende objetos pessoais na pandemia para se sustentar

Johnnas Oliva está sem trabalhar e começou a vender online

Ex-ator da Globo vende objetos pessoais na pandemia para se sustentar
Johnnas Oliva - Foto: Reprodução

Publicado em 09/07/2020 às 15:49:31 ,
atualizado em 09/07/2020 às 16:06:16

Por: Redação NT

Nesta quarta-feira (09), o ator Johnnas Oliva, que ficou conhecido pelo público após fazer parte do elenco de Haja Coração, revelou em entrevista ao canal Lisa, Leve e Solta que está passando por dificuldades financeiras nesse período de pandemia, e com isso, começou a vender objetos pessoais na web.

Uma das primeiras revelações feitas pelo famoso foi que nunca teve um alto salário, e em meio às dificuldades, já pensou em desistir da carreira. "Não tinha salário alto. Já pensei em desistir algumas vezes. Quando acontece alguns hiatos na minha vida, na carreira, de ficar um, dois meses sem trabalhar. A cabeça dá uma pirada e entro numa tristezazinha" desabafou.

Com alguns trabalhos também na TV paga, Johnnas conseguiu juntar um valor expressivo, que já está acabando. Como os ganhos superaram o valor mínimo de R$ 28 mil, ele não foi contemplado com a ajuda do governo. "Esse auxílio emergencial não deu, eu fui reprovado. Cortei gastos, um monte de coisas, porque não sei até quando vai isso" diz.

Ex-ator da Globo vende objetos pessoais online

Em tempos difíceis, o ator decidiu começar a vender alguns de seus objetos pessoais na internet, como uma forma de não deixar faltar dinheiro em casa.

"Eu vendi um violão e tenho outras coisas que eu não uso mais e tem um valor, tipo instrumentos musicais, eu tenho duas televisões e uma televisão parada, tô rifando ela. Também tô pintando algumas telas, de repente alguém pode vir a gostar e eu possa rifar ela ou tentar vendê-la", revelou.

Vale lembrar que Johnnas foi par romântico de Ágatha Moreira na trama das sete.





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!