Reportar erro
Cutucou

Rachel Sheherazade comemora decisão desfavorável para chapa de Bolsonaro: "Uma luz"

Jornalista se manifestou pelas redes sociais

Rachel Sheherazade comemora decisão desfavorável para chapa de Bolsonaro: "Uma luz"
Jair Bolsonaro e Rachel Sheherazade - Foto: Montagem/Reprodução

Redação NT

Publicado em 01/07/2020 às 15:49:12

Na noite da última terça-feira (30), a jornalista Rachel Sheherazade usou seu perfil do Twitter para comemorar uma decisão desfavorável a Jair Bolsonaro referente às eleições de 2018, que pede a cassação da chapa.

Na ocasião, o Tribunal Superior Eleitoral recusou um pedido de arquivamento da ação, algo que foi muito bem recebido pela contratada do SBT, que compartilhou uma pauta relativa ao assunto e comemorou: "Vejo uma luz...".

Conhecida nacionalmente por emitir suas opiniões, que em muitas vezes acaba causando polêmica, Rachel acabou perdendo espaço para expô-las nas TV, e com isso, tem aproveitado as redes sociais para escrever o que pensa.

Recentemente, ela chegou a contrariar as ordens dadas pelo patrão Silvio Santos, o que repercutiu bastante.

Rachel Sheherazade deve deixar o SBT

O contrato vigente entre a jornalista e a emissora paulista está prestes a se encerrar e a tendência é que não seja renovado, por desgaste na relação.

O principal motivo de tudo isso é o fato de Rachel sempre se posicionar com comentários negativos em torno do governo de Jair Bolsonaro, algo que tem desagradado o comando do SBT, que tem uma relação próxima ao político.

Com uma possível saída já ganhando forma, o NaTelinha adiantou que a emissora está procurando um nome para substituí-la, e o nome mais popular entre os diretores da casa é o de Débora Bergamasco.

Rachel Sheherazade sofre ameaças por criticar Bolsonaro

Desde que começou a se posicionar de forma crítica ao atual presidente, Sheherazade vem sofrendo uma grande onda de ataques nas redes sociais por parte dos apoiadores do governo.

Ainda em fevereiro, ela usou seu perfil do Twitter para comunicar que vem recebendo ameaças de morte de alguns perfis, ao abordar o tema de jornalistas que começaram a virar alvos de difamação.

“A violência que minhas colegas sofrem eu sofri e tenho sofrido também. Campanhas difamatórias, ataques em massa, ameaças de morte, ameaças contra meus filhos têm sido uma rotina desde que ousei criticar o então candidato Jair Bolsonaro, ainda no episódio da greve dos caminhoneiros em 2018”, desabafou na ocasião.

Mais Notícias