Luto

Criadora do merchan na TV, Clarice Amaral morre aos 84 anos

Apresentadora foi pioneira na televisão brasileira

Criadora do merchan na TV, Clarice Amaral morre aos 84 anos
Clarice Amaral morreu aos 84 anos - Foto: Montagem

Publicado em 29/06/2020 às 10:20:00

Por: Redação NT

Clarice Amaral, pioneira dos programas voltados ao público feminino na TV e criadora do merchandising, morreu aos 84 anos de idade no último sábado (27) e foi homenageada por familiares e amigos nas redes sociais no domingo (28). A apresentadora ficou conhecida pelo seu senso de humor e facilidade em se comunicar.

“Faleceu na cidade de Cunha, no interior de São Paulo, a grande apresentadora Clarice Amaral, que foi um dos sucessos nos primeiros 30 anos da televisão brasileira. A mulher que criou o merchandising”, declarou Leão Lobo.

A carreira de Clarice começou na década de 1950 e um dos seus primeiros desafios na televisão foi comandar um programa que tinha como público alvo o infantil, inclusive com plateia ao vivo, intitulado de Gincana Kibon, exibido na Record. A produção ficou no ar por quase 15 anos.

Tempos depois, foi contratada pela TV Gazeta e emplacou o Clarice Amaral em Desfile, conhecido por ser o primeiro programa dedicado ao público feminino, tornando-se um sucesso. Logo depois, a atração se transformou Mulheres em Desfile até chegar ao seu nome de hoje, o Mulheres, comandada por Regina Volpato.

Clarice abandonou a carreira

Em 1980, Clarice largou a televisão e resolveu se dedicar ao seu programa de rádio Programa Clarice Amaral, transmitido na Rádio Mulher. Lá ficou por seis anos, decidindo sair da carreira artística após um grande susto.

Em 1986, a apresentadora estava em sua casa, quando bandidos invadiram o imóvel e realizaram um assalto. Traumatizada com o episódio, mudou-se para cidade de Cunha, interior de São Paulo, e optou por uma vida anônima até o fim da sua vida.





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!