Bate-papo

Bruna Marquezine fala sobre depressão e julgamento do público: "Momentos difíceis"

Atriz explicou que fazer terapia a ajudou

Bruna Marquezine fala sobre depressão e julgamento do público:
Bruna Marquezine falou sobre depressão - Foto: Reprodução/Instagram

Publicado em 12/05/2020 às 13:14:00

Por: Redação NT

Bruna Marquezine abriu o jogo sobre a depressão que teve aos 17 anos em live na sua conta do Instagram com o jornalista Bruno Astuto na última segunda-feira (11). Ela usou sua experiência para aconselhar os fãs e falou da importância da terapia.

“Passei por momentos difíceis. Crescer exposta faz com que você comece a condicionar seu olhar ao olhar do outro”, relatou. Ela também ressaltou o quanto a fé a ajudou, mas que depressão é algo sério e precisa de ajuda de profissionais.

“Muitas vezes eu ouvi dentro da igreja que a minha depressão ou a minha situação era falta de fé e falta de oração. Acredito que Deus capacitou profissionais para que nós possamos aqui nos ajudar. A terapia me transformou. Transformou de verdade a minha vida, a minha saúde mental”, declarou.

Bruna ainda relembrou que cresceu com o julgamento do público e teve distúrbio de imagem e de alimentação, porque acreditava ser necessário ficar bonita para agradar os telespectadores. “Toda mulher se sente pressionada pela sociedade para estar no padrão. Eu sofria muito com isso. Sempre me cobrei muito. Enfim, foi um momento difícil e muito delicado”, explicou.

Um dos cuidados de Marquezine para manter a saúde mental saudável é não ficar viciada nas redes sociais. “Tento sempre me lembrar que a internet não é vida real, like não é afeto. Follow não é amizade. Tento sempre criar um equilíbrio. Quando eu vejo que está me fazendo mal, me distanciando da minha essência, quando está me atrapalhando, eu tento recuar”.

Bruna Marquezine e a televisão

Longe da televisão desde o fim da novela Deus Salve o Rei (2018), Bruna Marquezine não tem planos para voltar para o mundo das novelas e seu objetivo é trabalhar em séries e filmes.

“Novela é um formato que respeito demais e tem um valor enorme. Fiz muitas ao longo da minha carreira. Como fiz muitas, chegou um momento em que agora não quero fazer outras. Quero experimentar novos formatos, como cinema e série”, concluiu.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!