Reportar erro
Processo

Fábio Assunção se torna réu por quatro crimes após confusão em Pernambuco

Ator responderá por dano, resistência, desobediência e desacato

 Fábio Assunção se torna réu por quatro crimes após confusão em Pernambuco
Fábio Assunção foi preso em PE - Foto: Montagem

Redação NT

Publicado em 10/04/2020 às 12:23:00

O ator Fábio Assunção se tornou réu por dano, resistência, desobediência e desacato por conta de uma confusão que se envolveu em São José do Arcoverde, no sertão de Pernambuco, em 2017. A Vara Criminal da cidade aceitou dar prosseguimento a denúncia contra ele no início deste mês.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o global vai ser citado e terá um prazo de 10 dias para dar esclarecimentos e contestar as acusações. Ainda não há uma previsão de quando a citação será oficializada, porque o tribunal tem funcionado em regime de plantão por causa da pandemia do coronavírus.

O TJ-PE tem buscado priorizar os processos urgentes que envolvem réus-presos e crimes hediondos, como assassinatos, estupros, entre outros. Mas o órgão explicou para o jornal Diário de Pernambuco que todos os processos continuarão em análise, incluindo o de Fábio.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de comunicação de Fábio Assunção não se manifestou até a publicação da reportagem. Caso haja retorno, a matéria será atualizada.

O caso envolvendo Fábio Assunção

No dia 23 de junho de 2017, Fábio Assunção viajou para Arcoverde para divulgar o documentário Eu sonho para Você Ver, uma produção em que fala sobre o samba de coco, ritmo popular no sertão do Nordeste. No dia seguinte, durante a madrugada, ele se envolveu em uma briga no Pátio de Eventos e precisou ir para um hospital privado do município com ferimentos.

Funcionários do local disseram que ficaram assustados com o comportamento agressivo do ator e chamaram a polícia, mas ele saiu da unidade médica e retornou para a festa, sendo abordado pela Polícia Militar no meio do caminho. Exaltado, foi detido e levado para a prisão.

Um vídeo mostrou ele revoltado com a situação. “Chama o sargento. Vou ser preso o c******. Quero olhar no olho dele. Desacato é o que ele fez agora. Eu não sou criminoso”, disparou. Poucas horas depois, ele se desculpou pelo ocorrido em nota em suas redes sociais.  “Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita - o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados”, afirmou.

Mais Notícias