Reportar erro
Retrospectiva NT

Pisada em fã, tiro em animal e bullying com criança: As tretas dos cantores em 2019

Artistas deram o que falar com polêmicas ao longo do ano

 Pisada em fã, tiro em animal e bullying com criança: As tretas dos cantores em 2019
Famosos que causaram em 2019 - Foto: Montagem

Redação NT

Publicado em 23/12/2019 às 11:11:00

Ser artista traz muito glamour, mas também responsabilidade. Qualquer ato não pensado pode acarretar em vários problemas e a Retrospectiva 2019 do NaTelinha comprova isso.

Se Nego do Borel foi chamado de homofóbico, Eduardo Costa recebeu o selo de machista. Se Henrique da dupla com Juliano chocou ao atirar num touro, MC Gui foi massacrado por rir de uma criança. Esses foram alguns dos casos polêmicos dos famosos.

Confira mais detalhes aqui:

Nego do Borel

No dia 12 de janeiro, Nego do Borel publicou no perfil de Luisa Marilac o seguinte comentário: "Você é um homem gato também, parabéns, deve estar cheio de gatas!".

Sentindo-se ofendida, Marilac, que é travesti, retrucou o cantor: "onde você está vendo um homem aqui?". Em seguida, colocou no seu perfil do Instagram o print da conversa, com a legenda: "Eu estou perplexa. Fiquei sem chão. Sigo cara tanto tempo... Gosto do trabalho dele. Olha o que ele fala pra mim. Vivendo e aprendendo é assim que a gente conhece as pessoas".

Após ocorrido, Nego do Borel tem enfrentado diversos problemas na carreira. Foi vaiado durante uma participação especial no show de Anitta, teve a gravação do DVD cancelada e alguns artistas estão se afastando para não terem suas imagens atreladas ao funkeiro.

MC Gui

MC Gui, 21, tornou-se um dos principais assuntos da internet no final de outubro, sendo massacrado por internautas pelo seu comportamento na Disney, Estados Unidos. Tudo começou quando o cantor publicou nos Stories da sua conta pessoal do Instagram vídeos exibindo uma menina em um trem que transportava turistas para o popular parque norte-americano.

Nas imagens, o cantor aparece rindo no momento em que deixa a câmera no rosto da garota, que fica sem compreender o que estava acontecendo. Vale destacar que as gravações foram feitas sem autorização da família dela.

Após apagar os vídeos em que ri da menina, o funkeiro resolveu se posicionar sobre o assunto. Ele relatou que estava com a namorada e a mãe da criança conversou com o casal, o que teria feito todos se entenderem e compreenderem que tudo fazia parte de uma brincadeira. Contudo, o cantor perdeu contratos e precisou até ficar alguns dias afastado das redes sociais.

Ferrugem

Em abril deste ano, Ferrugem gravava seu DVD na Jeunesse Arena. Em uma das canções, sua esposa e filhos subiriam ao palco logo no começo, porém, a produção errou e a família entrou no show depois do combinado. Resultado: o pagodeiro se irritou e repetiu a música, pedindo para os envolvidos não errarem novamente.

Pouco tempo depois, ele se apresentava em um show e pisou na mão de um fã que ficou o incomodando durante o evento. O cantor se justificou, mas pediu desculpas e garantiu que estava trabalhando o lado emocional.

Felipe Araújo

O cantor Felipe Araújo, irmão de Cristiano Araújo, foi flagrado supostamente dormindo dentro de um carro parado no meio de uma avenida em Goiânia, em julho.

Agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) informaram que o carro em que ele estava, uma BMW, foi encontrado estacionado em local proibido, atrapalhando o trânsito. O sertanejo foi acordado pelos oficiais, que verificaram que ele não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o veículo não está em seu nome e o documento está vencido.

O segurança de uma loja que fica na frente do local na avenida Jamel Cecílio viu o momento em que Felipe Araújo parou o carro no local proibido. "Sem motivo algum ele parou, virou a cabeça para o lado e dormiu. Os motoristas atrás ficaram buzinando", contou.

O cantor foi imediatamente levado para a Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito, onde negou que estivesse dormindo ao volante, mas sim que passou mal ao sair para comprar pamonha.

Drake

Atualmente, o cantor é um dos principais nomes do rap dos Estados Unidos, apesar de ser canadense. Ele chegou ao Brasil no final de setembro para cantar no Rock in Rio e não fez questão de ser muito simpático. Ao chegar no país, ele ignorou os fãs no aeroporto e ficou com cara fechada na sacada do hotel.

No dia do seu show no evento, ele teria combinado com a produção do Multishow autorizando a exibição da sua apresentação. Porém, faltando pouco tempo para entrar no palco, o cantor voltou atrás e proibiu a transmissão, alegando que estava chovendo e com iluminação ruim.

Boninho, diretor da Globo, não comprou o argumento e respondeu o cantor: “Não é verdade! Você pisou na bola por absoluta falta de respeito com o público brasileiro. Muito antes da chuva, já não tinha liberado o show. Mandou seu light designer embora, deu piti geral. Simplesmente não quis liberar. Uma pena para seus fãs brasileiros”.

Henrique

Henrique, da dupla Henrique & Juliano, teve seu nome envolvido numa enorme polêmica durante um show na ExpoPalmas, que aconteceu em Tocantins em setembro. Um dos touros de sua fazenda fugiu e o sertanejo atirou contra o animal.

O cantor foi extremamente criticado por associações de animais, entretanto, ele explicou que precisou atirar no touro, porque ele representava risco as pessoas.

Eduardo Costa

Em janeiro, após viralizar um vídeo em que pedia para seu segurança dar "uns tapas" e retirar um rapaz do show que fazia nos Estados Unidos, no último fim de semana, Eduardo Costa resolveu falar sobre o assunto e reafirmou a sua atitude.

"Estou sabendo que está tendo uma 'fofocaiada' aí no Brasil falando que eu mandei o segurança bater em um cara, agredir um cara no show. Não é mentira. É verdade... O cara vai para o show, começa a brigar no meio do público, começa a empurrar as pessoas. Lá no meio do público tinha senhoras de idade, pessoas de bem, que vão para o show para se divertir. Aí aparece um cidadão bêbado, louco, empurrando, jogando bebida nas pessoas e coisas em cima do palco, e isso não é bom”, bradou pela função Stories do Instagram.

“Então eu falei para o segurança tirar ele e de fato dar nele uns tapas que merecia. Para te falar a verdade, ele merecia ir para a cadeia e ser deportado”, bradou.

Depois, pediu desculpas aos brasileiros que estavam no evento, porém não mostrou arrependimento dos seus atos.

"Em show não é lugar de brigar e é uma tristeza a gente ver pessoas que ainda saem de casa despreparadas para poder estar em ambiente que tem outras pessoas, é uma tristeza. Nós viemos aqui nos EUA trazer alegria, trazer um pouco do Brasil para esse pessoal que está aqui, esse pessoal tão trabalhador, pessoal tão humilde. A maioria das pessoas que está aqui é de bem... Aparece um cidadão bêbado, louco, parece até que estava drogado para poder aprontar em show. Lá não é lugar disso. Está a fim de brigar? Lá ele vai arrumar, não com as pessoas que estão lá, mas com os seguranças que estão lá, porque o segurança está lá para isso", finalizou.

Tal situação aconteceu na cidade americana de Danbury, em Connecticut. Eduardo Costa também passou com sua turnê por Boston (Massachusetts) e Atlanta (Geórgia).

Gusttavo Lima e Alexandre Pires

Em janeiro, Alexandre Pires usou seu Instagram para desabafar sobre um desentendimento com Gusttavo Lima. Os dois se apresentaram em São José (SC) quando deu a confusão.

Segundo o pagodeiro, estava combinado que ele se apresentaria antes do sertanejo. Só que por um desejo de Gusttavo, a ordem da apresentação precisou ser invertida. Segundo Alexandre, afirmaram para ele que, se Gusttavo não se apresentasse antes, iria embora do local.

Alexandre demonstrou estar muito chateado com a  situação: "Em 30 anos de carreira, nunca passei por uma situação tão desagradável, com tanto desrespeito".

No palco, Gusttavo deu sua versão: "Alexandre, você tem meu telefone. Se você não tem, você consegue rapidamente. Você poderia ter me ligado, me acionado pra gente tirar essas dúvidas de horário. E não ir para a rede social causar esse clima chato, esse clima desnecessário. Fico muito triste".

Apesar de ter elogiado Alexandre e afirmado que o cantor é uma de suas inspirações no mundo da música, Gusttavo alfinetou: "Não adianta ter trinta anos de carreira e agir como se tivesse três meses".

Mais Notícias