Reportar erro
Samba, Pagode e Cia.

Kelly Key lembra de fim de programa na Globo: "Chorei quando acabou"

"Tive a certeza de que queria isso", recorda

Kelly Key olhando séria
Kelly Key voltou à música em 2019 - Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 10/12/2019 às 09:26:05

2019 é o ano que marca a volta de Kelly Key aos palcos, com o single Aumenta o Som, que vem sendo cada vez mais executada.

Para a cantora, sua vida é feita de altos e baixos, como todas as outras. Numa entrevista à Quem, Kelly opina que o importante é mostrar a vida real: "Fui mãe solteira. A minha vida não foi sempre incrível".

Ela é mãe de Suzanna, de 19 anos, fruto de seu relacionamento com Latino e Vitor, de 13, e Artur, de 2 anos, que teve com o angolano Mico Freitas.

No final dos anos 1990, Kelly Key teve Marlene Mattos como diretora: "Minha primeira experiência no meio artístico foi no programa Samba, Pagode e Cia., também da Globo. Comecei lá como bailarina, depois passei a apresentar".

Kelly Key e o choro

A dona do hit Baba ainda brinca: "Ninguém lembra! O programa durou quase um ano. Chorei tanto quando acabou! Ali, tive a certeza de que queria esse meio para a minha vida".

Falando em choro, ela conta que isso é recorrente: "Já chorei muito, mas não vale a pena. Aprendi que o que vale é extrair o que há de positivo nas dificuldades. Estou feliz com o meu trabalho na música e vou me dedicar a ele enquanto estiver me encantando".

Quando voltou à música, sabia que lidaria com os haters: "Teria que preparar meu psicológico. Nem sempre a internet é amigável, valoriza... Mas tenho um bom retorno do meu público. Sei que gostam de ver minha rotina fitness, meu lado maternal, humano... Claro que existem pessoas que nem têm educação. Mas aí eu pergunto: será que vale a pena se chatear por isso?".

TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos