Homofobia

Evandro Santo revela agressão após show: "Ódio e homofobia não têm cara"

Advogado vai tomar medidas contra agressor

Evandro Santo revela agressão após show:
Humorista foi surpreendido com um soco, em Marília (SP) (Foto: Instagram/Reprodução)

Publicado em 19/10/2019 às 14:45:00 ,
atualizado em 19/10/2019 às 15:07:26

Por: Redação NT

O humorista Evandro Santo, famoso pelo personagem Christian Pior, do Pânico, foi agredido na noite de sexta-feira (18). O incidente ocorreu nos bastidores de seu show em Marília, no interior de São Paulo. O agressor, que assistia à apresentação, teria topado participar de um quadro interativo, mas se aborreceu com uma brincadeira e quis tirar satisfação com o comediante.

Evandro Santo relatou o episódio em seu perfil no Instagram. Em duas fotos, em que aparece com o rosto inchado, ele explicou o que ocorreu e afirmou que pretende processar o rapaz. "Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência 'normal', porque o ódio e a homofobia não têm cara", iniciou o humorista em uma das publicações.

Durante o show, um rapaz chamado Pedro topou participar de um momento interativo, o "Tinder humano". Evandro chamou o rapaz e uma moça, ambos declarados solteiros, para que pudessem se conhecer no palco e terminar a noite com um beijo ou um selinho.

"Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada. Saiu do palco de boa. O público, que era muito educado, participativo e carinhoso, pediu para eu ficar mais", contou Evandro.

Ao final da apresentação, o humorista pediu dez minutos de descanso antes de tirar fotos com fãs. No banheiro do teatro, foi surpreendido por Pedro, que lhe deu um soco na boca. "Obviamente eu não reagi. Tanto a boca quanto ao nariz sangraram. Na hora virou um tumulto no banheiro, gente separando o cara. Um cara ficou puto e disse para o pai dele: 'Você trouxe o seu filho para fazer isto com o artista?'", relembrou Evandro.

Ainda segundo o ator, ele precisou ser escoltado pelos presentes para poder sair do banheiro e ir para o hotel. "Não apanho desde os 13 anos de idade, por qualquer motivo. Acordei péssimo pensando em deixar pra lá e ir logo para casa. Mas não. Vou na delegacia fazer o B.O. e vou fazer todos os processos possíveis do mundo por agressão, homofobia e covardia."

"Por que o cara não me bateu no palco? Por que esperou eu ir no banheiro e estar sozinho? Deve ser algum poderoso da cidade? Pode ser. Mas sou figura pública é isto poderia acontecer com qualquer amigo meu da comédia", questionou o humorista.

Advogado de Evandro Santo vai pedir prisão preventiva

Procurado pelo NaTelinha, o advogado de Evandro, José Beraldo, afirmou que pretende pedir prisão preventiva do agressor nos próximos dias. Desde junho, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a lei do racismo deve ser aplicada para os crimes de homofobia e transfobia. "Tomarei medidas criminais, colocando o covarde agressor no banco do réu", comentou o advogado. 

"Vou adotar medidas criminais. Isso é lesão corporal dolosa. Inclusive, a casa onde ele estava dando show tinha que dar segurança a ele. Vou pedir a prisão desse covarde agressor. O humorista tem que ser respeitado, não agredido violentamente. Isso é homofobia, crime de racismo", acrescentou José Beraldo.

Confira as publicações de Evandro Santo:


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!