Polêmicas

De vazamento de nudes a briga judicial: As 5 maiores polêmicas de Felipe Neto

O youtuber Felipe Neto já se envolveu em polêmicas com famosos e políticos brasileiros

De vazamento de nudes a briga judicial: As 5 maiores polêmicas de Felipe Neto
Yutuber vive sendo alvo de críticas por seus vídeos polêmicos na web - reprodução

Publicado em 24/09/2019 às 06:49:00 ,
atualizado em 24/09/2019 às 09:38:20

Por: Taty Bruzzi

Pioneiro na carreira como youtuber no Brasil, Felipe Neto começou a postar vídeos na internet em 2010. Quase uma década depois, é um fenômeno e acumula milhões de seguidores.      

Para se ter ideia do seu poder de comunicação, no ano em que se lançou na web foi vencedor do prêmio na categoria Webstar do “VMB”, realizado pela MTV Brasil. Em 2011, ganhou um quadro no “Esporte Espetacular”, na Globo.  

Neste mesmo ano, Felipe Neto criou o canal “Parafernalha”, com conteúdo que seguia a linha do “Porta dos Fundos”, além da “Paramaker”, rede de network na plataforma vendida anos depois para uma Multinacional francesa. 

Em 2013, o youtuber participou de “A Toca”, primeiro programa brasileiro feito exclusivamente para a Netflix, e escreveu seu primeiro livro, “Não Faz Sentido: por trás da câmera”. 

Em 2017, a biografia “Felipe Neto, a trajetória de um dos maiores youtubers do Brasil”, foi o livro mais vendido no país. Ano passado, o jovem lançou seu segundo livro, “Felipe Neto: A Vida por trás das câmeras”.     

Aos 31 anos, o influenciador digital e empresário vive envolvido em polêmicas. A “treta” mais recente foi durante a Bienal do Livro, realizada mês passado no Rio de Janeiro, quando criticou a posição do prefeito da cidade que proibiu a venda de um gibi da Marvel que ilustrava a imagem de dois rapazes se beijando. 

Em contrapartida à censura, o youtuber decidiu comprar todos os livros de temática LGBT disponíveis na feira e distribuiu os exemplares ao público presente, logo na entrada do evento, encapados por um plástico preto com a seguinte descrição; “Este livro é impróprio para pessoas atrasadas, retrógradas e preconceituosas”.  

Se hoje Felipe Neto luta, em especial, pelas causas das minorias, ele mesmo não tem vergonha de afirmar que nem sempre foi assim. Quando começou, era comum fazer críticas à comunidade LGBT.  

Entretanto, a maturidade fez com que o youtuber mudasse sua postura. No decorrer dos anos, ele passou a abordar assuntos mais sérios e incluiu classificação etária nos vídeos considerados impróprios mais menores de 13 anos.   

Em sua defesa, alega a pouca idade na época e sua criação. “Dez anos se passaram e, quem me acompanhou durante esse tempo, sabe o quanto eu lutei para corrigir meus erros do passado. Espero que a minha história possa servir de inspiração para muitos jovens que também crescem cheios de preconceitos e reacionarismo dentro de si. É possível vencer”, disse em depoimento ao jornal “Estadão”.

Divisor de opiniões, chegou a ser vaiado ano passado durante a entrega do prêmio de ícone MIAW, realizado pela MTV. Crítica à política brasileira, às personalidades religiosas, brigas com famosos e piada com próprio nude vazado, confira 5 polêmicas que envolvem o nome de Felipe Neto nesses quase 10 anos de carreira como youtuber.

Nudes vazado

Em 2018, um nudes antigo de Felipe Neto vazou na Internet, colocando seu nome entre os mais buscados na web. Ao saber do corrido, além de tomar as medidas judiciais cabíveis, o youtuber fez um vídeo reunindo os memes considerados mais criativos por ele e fez piada sobre o caso. 

Briga com Silas Malafaia

Há dois anos, Felipe Neto arrumou briga com Silas Malafaia depois que o pastor tomou conhecimento sobre a cena de dois rapazes se beijando em um desenho “Star vs As Forças do Mal”, da Disney, e orientou as pessoas da mesma religião que ele a não comprarem mais produtos da marca. O boicote fez com que o youtuber fizesse um vídeo criticando a postura do religioso. Felipe Neto se propôs, ainda, a fazer publicidade gratuita em seu canal para cada marca brasileira que sofresse boicote incentivado pelo pastor. Malafaia entrou com processo contra o youtuber que já dura dois anos, mesmo período sem registros de boicote por parte do pastor.         

 

Contra sexualização de MC Melody

Em janeiro deste ano, Felipe Neto anunciou que iria banir o o conteúdo sobre MC Melody em seu canal por causa da erotização da cantora mirim, de apenas 11 anos. O youtuber costumava reagir às suas canções e, na ocasião, informou ter conversado com o pai da menina antes, mas nada adiantou. “Infelizmente, a Melody está banida do meu canal. Havia informado ao seu pai que não faria mais react enquanto ela fosse sensualizada. Ele me prometeu que ia mudar, mas só piorou. E piorou muito. Ela tem 11 anos”, escreveu em seu Twitter. Em comunicado oficial publicado posteriormente, Neto revelou ter entrado em acordo com a família se propondo a auxiliar no acompanhamento pedagógico e psicológico da cantora mirim. 

Felipe Neto x Felipe Castanhari

Em 2018, os internautas tomaram conhecimento sobre uma briga entre Felipe Neto e Felipe Castanhari, do canal “Nostalgia”, que já durava alguns anos. Na ocasião, o próprio Neto explicou que havia feito uma pergunta sobre o cenário usado pelo colega e o chamou de babaca de brincadeira, mas o Yotuber não gostou. Ele se defendeu, mas de nada adiantou. Os dois trocaram alguns tuites ofensivos durante um bom tempo. Castanhari chegou a afirmar que era muito difícil ser amigo de Neto, mas depois fizeram as pazes. Tanto que no aniversário do Felipe Neto este ano, Felipe Castanhari desejou parabéns em seu perfil ao antigo desafeto. 

Desmentindo fake news

Nas eleições de 2018, Felipe Neto fez campanha contra Bolsonaro e foi alvo de Fake News dizendo que caso o ex-Deputado Federal se tornasse Presidente do Brasil ele iria cancelar seu canal no youtuber, o que foi desmentido pelo próprio comunicador. 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!