Reportar erro
Luto

Corpo de João Gilberto é velado no Theatro Municipal do Rio

Pai da bossa nova morreu no último sábado (06), aos 88 anos

Velório de João Gilbert
Foto: G1 e Divulgação/MEC
Redação NT

Publicado em 08/07/2019 às 11:53:12

Na manhã desta segunda-feira (08), amigos, familiares e fãs se despedem de João Gilberto, o pai da bossa nova que morreu no último sábado (06), aos 88 anos. O velório acontece no Theatro Municipal do Rio de Janeiro até às 14h e também é aberta ao público.

Gloria Pires foi uma das primeiras famosas a chegar ao local. Já por volta das 09h30, a viúva do músico, Maria do Céu, apareceu. “Eu quero que o Brasil faça silêncio para ouvir João Gilberto. Que os brasileiros ouçam mais João Gilberto”, disse ela, emocionada. Coroas de flores estão sendo enviadas aos montes, sendo uma delas da amiga Rita Lee.

O corpo de João Gilberto será enterrado às 16h no cemitério Parque da Colina, em Niterói.

O pai da bossa nova morreu em casa, no Leblon, Rio de Janeiro.

Recluso há décadas, sem conceder entrevistas ou receber pessoas em casa, exceto familiares, João Gilberto foi interditado judicialmente pela filha Bebel em 2017.

A motivação foi pela idade avançada do pai e sua precária situação financeira, chegando a ser despejado do apartamento em que vivia no Leblon, Zona Sul do Rio, por dever anos de aluguel.

João Gilberto é chamado de o pai da bossa nova após concluir, em 1961, a trilogia de álbuns que apresentaram o estilo ao mundo: "Chega de saudade" (1959), "O amor, o sorriso e a flor" (1960) e "João Gilberto" (1961).

Depois, lançou criações próprias e seguiu com shows e discos que fizeram sucesso no mundo todo, como "Amoroso", gravado nos Estados Unidos entre 1976 e 1977.

Morou em Nova York por vários anos, até retornar ao Brasil em 1980.

Seus últimos álbuns foram "João, Voz e Violão" (2000), que ganhou o Grammy na categoria Best World Music Álbum, e o CD "João Gilberto in Tokyo" (2004).

Mais Notícias
Outros Famosos