Outros tempos

Guarda que confiscou mercadorias de Jojo Todynho pede foto: "o mundo dá voltas"

Funkeira era camelô no Rio de Janeiro

Guarda que confiscou mercadorias de Jojo Todynho pede foto:
Reprodução/Instagram

Redação NT
i

Redação NT

O NaTelinha é um site pioneiro em entretenimento e cultura de televisão no Brasil, sendo referência por sua ética e credibilidade, trazendo sempre a verdade, como deve ser. Twitter: @sitenatelinha / Instagram: @sitenatelinha / facebook.com/sitenatelinha

Publicado em 16/06/2019 às 14:22:05 Atualizado em 16/06/2019 às 15:01:17

Jojo Todynho não faz questão de esconder seu passado como camelô no Rio de Janeiro.

A funkeira revelou em seu Instagram que reencontrou um guarda que chegou a levar sua mercadoria em um dia de trabalho.

"É muito fácil as pessoas apontarem, te julgarem sem saber quem é você e o que você fez. Eu fui camelô, vendi picolé no trem. Já passei o pão que o diabo amassou", iniciou.

Ela lembrou que foi em uma feira de beleza e acabou contratada: "vocês acreditam que o guarda municipal, que agora não é mais guarda, que levou minhas mercadorias, veio pedir foto para tirar e comigo e me deu uma bolsa da loja dele cheia de cremes?".

Foi então que ela refrescou a memória do ex-guarda: "você lembra que levou minha mercadoria toda?".

Jojo relatou que o homem ficou olhando e sua esposa questionou se aquilo era verdade. "O mundo dá voltas", filosou ela.

A responsável pela denúncia, segundo Jojo, teria sido de uma moça que era gerente de uma loja, do nome Vanessa. "Ela veio me pedir desculpas, porque no dia que este mesmo guarda levou minhas mercadorias, ela que chamou. Ela queria colocar o carro onde eu tava."

Foi então que a própria moça disse: "'Olha quem é você hoje e olha quem eu me tornei. Eu era gerente de loja e hoje sou camelô'. Então, o mundo dá voltas. Não podemos perder a essência".


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!