Entrevista NT

Chefe em hospital de "Topíssima", ator detona a saúde no Brasil: "Tá na UTI"

Rodrigo Candelot está no ar na novela da Record e também na série "Coisa Mais Linda", da Netflix

Chefe em hospital de
Foto: Roger Gonzales

Taty Bruzzi
i

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 02/06/2019 às 08:30:11 Atualizado em 05/06/2019 às 13:16:29

No ar em “Topíssima” como Seu Nelson, chefe de segurança do Hospital Universitário Alencar, Rodrigo Candelot classifica como um verdadeiro caos a atual situação da saúde no país “Está na UTI”, diz.

Mal encerrou sua participação em “Verão 90”, o ator de 46 anos entrou para o elenco da atual novela da Record. “Fazer ‘Topíssima’ está sendo uma experiência bem bacana, porque eu estou gravando com vários atores, muitos jovens e talentosos, e em uma novela contemporânea na Record”, vibra.

Em 2014, Candelot já havia trabalhado na emissora, marcando presença em “Milagres de Jesus”. Agora, ele comemora o fato de estar no elenco fixo e permanecer no ar até o final da trama. “Meu personagem é um cara super simples, do bem, flamenguista, que mora no subúrbio, mas como típico carioca e brasileiro, é trabalhador e honesto”, conta.


Candelot ao lado de Cristiana Oliveira nos bastidores de "Topíssima"

Jornalista, músico e professor de interpretação, Rodrigo tem uma carreira extensa na TV, no teatro e no cinema. Na telona, esteve em “De Pernas Para o Ar” (2010), de Roberto Santuci, e “Tropa de Elite 2”, de José Padilha (2010).

Atualmente, além de “Topíssima” ele também pode ser visto na série “Coisa Mais Linda”, assinada por Caito Ortiz e exibida pela Netflix, como Paulo Sergio, um homem machista e debochado, chefe de uma das protagonistas, a personagem Tereza, papel da atriz Mel Lisboa.

O NaTelinha propôs um “ping-pong” com o ator, citando temas relacionados à carreira e aos seus papéis mais recentes na TV, e ele topou na hora.

Confira as respostas de Rodrigo Candelot:

- “Topíssima”: “Grande Expectativa”.

- Nelson (Personagem em “Topíssima”): “Humano”.

- Subúrbio do Rio: “Me representa”.

- Time de futebol: “Flamengo”.

- A saúde no Brasil: “Na UTI”.

- “Coisa Mais Linda" (série): “Prazer inenarrável de participar e muita alegria com a repercussão positiva da série e do meu trabalho”.

- Machismo no Brasil: “Passou da hora de acabar”.

- Profissão ator: “Uma luta diária para mostrar seu valor no mercado e ter seu mérito reconhecido, mais do que em qualquer outra profissão. Mas quando ele vem a catarse é imensa”.

- TV, Teatro, Cinema: “Amo os três veículos e quero cada vez mais poder trabalhar nos três, mas o teatro é a casa de todo ator. E o palco nosso templo sagrado”.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!